Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Portugal também pede justiça para Samuel

Samuel Luiz Muniz.jpg

A organização da Marcha do Orgulho de Santarém (MOS) está a convocar associações, colectivos e pessoas individuais para que  expressem a sua solidariedade para com Samuel Muniz de 24 anos que foi assassinado com motivações homofóbicas este fim de semana na Galiza.

O objectivo da MOS é poder haver vigílias em várias cidades portuguesas já esta quinta-feira, dia 8 de Julho, às 19 horas, à semelhança do que aconteceu em mais de 70 cidades do outro lado da fronteira. Os espanhóis saíram à rua para exigir #JusticaParaSamuel, ocupando as praças para repudiar a violência contra a população LGBTI+, que tem escalado em Espanha nas últimas semanas. 

"No passado fim-de-semana, Samuel Luiz Muñiz, de apenas 24 anos, foi espancado até à morte por 13 indivíduos na Corunha, Galiza (Espanha), que enquanto lhe batiam gritavam "maricón" ("paneleiro" em português). Apesar de as autoridades policiais não o reconhecerem, tratou-se de um ataque LGBTIfóbico" lê-se na convocatória divulgada pela MOS.

A convocatória portuguesa desafia, por isso, associações, colectivos LGBTI+ e todas as pessoas aliadas em Portugal a organizarem-se numa vigília nas suas respectivas cidades para exigir justiça para Samuel e em sinal de solidariedade para com o movimento LGBTI+ em Espanha. "A luta del@s é também a nossa".

O local da primeira vigília já é assim conhecido:
Santarém, quinta-feira, 8 de Julho, pelas 19h, Jardim da Liberdade.

Porto, quinta-feira, 8 de Julho, 20 horas, Praça D. João I.

 

Os locais de outras vigílias em Portugal que serão divulgados em breve aqui no dezanove.pt.

 

Notícia actualizada a 7 de Julho com inserção da vigília do Porto.