Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Silêncio em Castelo Branco sobre ataques dirigidos à comunidade LGBTI em Pulawy

Castelo Branco Pulawy LGBTI.jpg

Castelo Branco está geminada com uma cidade polaca que se declarou como “zona livre de pessoas LGBT”. Pulawy dista apenas a 138 Km, cerca de uma hora e meia de carro, da capital polaca.

 

Apesar de o Bloco de Esquerda de Castelo Branco ter questionado três vezes o executivo municipal albicastrense não obteve qualquer resposta.

José Ribeiro, deputado do Bloco de Esquerda de Castelo Branco, questionou a Câmara na última sessão da Assembleia Municipal, realizada em 30 de Abril, sobre a decisão da cidade irmã de Castelo Branco, Pulawy, na Polónia, se ter declarado como “zona livre de pessoas LGBT”. Para José Ribeiro, este silêncio da Câmara Municipal de Castelo Branco não se entende e pode significar que esta se trata de uma questão de pouca importância mesma.

Importa salientar esta declaração de “zona livre de pessoas LGBT” não é exclusiva da cidade de Pulawy tendo-se verificado em várias cidades polacas. Tal levou o Parlamento Europeu à condenação destas atitudes de discriminação à comunidade LGBTI. Ripostando aos movimentos conservadores e LGBTIfóbicos crescentes no espaço europeu, em Março último, a Comissão Europeia decidiu declarar toda a União Europeia como um espaço de liberdade para as pessoas LGBTI

 

Fonte: Interior do Avesso

Tatiana Portela

1 comentário

Comentar