Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

Em Portugal e no Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Livros feministas: O Lápis Azul passou por aqui

Foto: https://depositphotos.com/pt/

Durante anos, certos livros foram lidos às escondidas em Portugal e escamoteados à polícia. Porque era proibido lê-los, mas também detê-los. O fim da instituição da censura só ocorre após a Revolução de 25 de Abril de 1974, com a aprovação da Constituição de 1976, que consagra no artigo 37.º a liberdade de expressão e informação e no artigo 42.º a liberdade de criação cultural.

 

“Terapias de conversão" em Fátima: abaixo-assinado com 1600 assinaturas pede a intervenção da Ordem dos Psicólogos

https://pt.depositphotos.com/

Em causa está a participação da psicóloga Maria José Vilaça num evento promovido por uma congregação religiosa no passado fim de semana, sob o tema “Homossexualidade: o que nunca vos foi dito!”, direccionado a jovens católicos. Em 2019, Vilaça equiparou a homossexualidade a uma doença mental.

Eurovisão: Um Ano Não Binário

231215_ESC_Visual1.jpeg

Estamos a menos de um mês do início da semana da 68ª edição do Festival Europeu da Canção. A última edição marcou a segunda vitória da cantora bissexual sueca Loreen, que venceu o festival em Baku no Azerbaijão, em 2012, e a edição celebrada em Liverpool no ano passado. À semelhança de 1992 e 2013, o festival da Eurovisão realiza-se pela terceira vez na cidade sueca de Malmö, no sul da Suécia.  

 

 

ONU dá passo histórico para proteger os direitos de pessoas intersexo

pexels-katie-rainbow-🏳️_🌈-8428983 (1).jpg

O Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas aprovou, no dia 4 de Abril, a sua primeira resolução de sempre que aborda especificamente a discriminação, a violência e as práticas nocivas contra pessoas com variações inatas das características sexuais. Tratando-se da primeira iniciativa do tipo aprovada pelo órgão internacional, activistas intersexo consideram este um momento histórico.

 

Passos Coelho apresentou livro "Identidade e Família", que ataca “a ideologia de género” e “a cultura de morte”

identidade e familia

O antigo primeiro-ministro do PSD apresentou esta segunda-feira um livro com textos que alertam contra a “destruição da família” tradicional e a "ideologia de género". André Ventura marcou presença no evento e sugeriu a candidatura de Pedro Passos Coelho à Presidência da República.

A Esquerda acusa Passos Coelho por apresentar um livro “machista, homofóbico e anti-liberdade”. Vários sectores consideram o livro "anti-progressista".
 

Congresso para jovens em Fátima junta Maria José Vilaça e um "ex-gay"

Maria José Vilaça ex gay

A congregação religiosa Família do Coração Imaculado de Maria decidiu realizar um congresso dirigido a jovens com o tema "Homens e Mulheres de verdade". Durante três dias estão marcadas conferências sobre homossexualidade, transexualidade e questões de género, entre outros temas. O evento realiza-se em Fátima entre 12 e 14 de Abril. 

 

 

Festival franco-ibérico de coros LGBT+ celebrou a diversidade em Paris

coro colegas

Paris foi palco de um evento vibrante e colorido que celebrou a diversidade e a música: o Festival Franco-Ibérico de Coros LGBT+. Entre os dias 28 e 31 de Março, a cidade luz acolheu coros da Península Ibérica e de França, num encontro pautado pela celebração da diversidade e da multiculturalidade.

 
 

Bia Ferreira estreia-se a cantar rap no MusicBox: A Tecnologia Afecto como forma de luta

bia ferreira

No início da noite, foi Umafricana que esteve a cargo, com propostas de DJing de swing africano. A sala do Musicbox foi se enchendo para mais um concerto de Bia Ferreira. As conversas eram preenchidas pela vontade de ver a estreia da cantora brasileira, fundadora da igreja “Lesbiteriana”, no rap (sigla das palavras inglesas "rhythm and poetry"). 

“Vidas trans em segurança, até mesmo na infância”: pelo segundo ano, a Marcha da Visibilidade Trans percorreu as ruas do Porto

Marcha Trans

Apesar do mau tempo, mais de cem pessoas exigiram «segurança, bem-estar e saúde, para todas as pessoas trans, até mesmo na infância!», na véspera do dia em que, pela primeira vez no país, se assinala a visibilidade das pessoas trans. O ponto de encontro foi marcado para o Jardim Paulo Vallada, com o percurso a terminar na praça D. João I.