Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Fora do armário: ILGA Portugal inaugura outdoor na Ribeira das Naus

sair do armário.jpg

A ILGA Portugal – Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo (LGBTI) desenvolve este Sábado, 16 de Novembro, entre as 13h30 e as 17h30, na Ribeira das Naus em Lisboa, uma acção de comunicação multimédia de apelo à inclusão e ao “Coming Out” em parceria com a MOP - Multimedia Outdoors Portugal e a agência de comunicação e marketing FCB.

 

Ana Aresta aos comandos da ILGA Portugal

Direcção ILGA Portugal.jpg

Ana Aresta é a nova Presidente da Direcção da ILGA Portugal. É a segunda mulher a exercer o cargo na história da associação de defesa dos direitos das pessoas LGBTI em Portugal. A primeira Presidente foi Isabel Advirta, em 2014. 

 

 

Europride: Marcelo Rebelo de Sousa recebeu associações que promovem a candidatura portuguesa

Marcelo LGBTI.jpg

O Presidente da República recebeu na passada sexta-feira no Palácio de Belém representantes das associações ILGA Portugal, Variações e rede ex aequo.

À 17ª edição, foram estas as reivindicações no Orgulho LGBTI de Lisboa (com vídeo)

Marcha_LGBT2016_Panorama Palco.jpg

É uma das marchas reivindicativas portuguesas com mais organizações presentes. Nem todas estas associações e colectivos dirigem o seu trabalho primordial junto de pessoas LGBTI, mas são unânimes na luta contra a discriminação e na defesa da igualdade. A marcha mais colorida da capital do país contou este ano com 21 organizações e ainda um colectivo recente que levou uma das maiores ovações da tarde: Colectivo de Mulheres Negras Lésbicas de Lisboa - Zanele Muholi (artigo em construção).

 

Nova direcção da ILGA Portugal vai dar prioridade à adopção e à PMA

ILGA.jpg

Isabel Advirta, a primeira mulher eleita presidente da ILGA Portugal, estabeleceu já a prioridade para o seu mandato: “As questões da parentalidade.” “Iremos reforçar o trabalho político que temos vindo a fazer de luta contra a discriminação das pessoas LGBT, nomeadamente no que diz respeito ao reconhecimento legal das nossas famílias e ao fim de exclusões que são também violações de Direitos Humanos e do princípio constitucional da igualdade", refere.