Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Celebrar o Orgulho LGBTI+ em 2020 – uma estratégia de Marketing?

Daniel.png

A data que se celebra é histórica. 28 de Junho de 1969, marca o início dos movimentos da luta civil em favor dos direitos das sexualidades e identidades de género que se iriam repercutir pelos EUA, Europa e um pouco por todo o mundo. Como pano de fundo temos o bar de Stonewall Inn, um bar gay em Greenwich Village, Nova Iorque, e com personagens queridas pela história, as activistas Marsha P. Johnson, Sylvia Rivera e Stormé DeLarverie, que junto de aproximadamente 400 pessoas, iriam pela primeira vez se juntar num tumulto de libertação e resistência contra a opressão e violência de pessoas homossexuais, bissexuais, transgénero, negras e feministas sentida pelas rusgas policiais diárias que se arrastariam até ao dia 2 de Julho.

 

Secretária de Estado da Igualdade apela: "Saiam do armário" (com vídeo)

Catarina Marcelino Arraial Pride.JPG

Para além da festa, a noite do Arraial Pride fica também marcada por um momento político. Em cima do palco esteve a Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, o Presidente da Câmara de Lisboa e dois presidentes de junta do concelho de Lisboa.

Arraial Pride: DJs Sindykatz falam em desigualdade e anunciam a sua retirada do cartaz

DJs Sindykatz.jpeg

Pouco depois do cartaz do próximo Arraial Lisboa Pride ser apresentado, as DJs Sindykatz anunciaram a sua retirada do evento. A dupla de DJs Sindykatz (Mariana de Carvalho e Luma Amorim) falam em "desigualdade" por parte da organização.

Moulinex, Rita Zukt, Nuno Lopes, MAG, artistas do Finalmente e Hélio Morais no Arraial Pride (com vídeo)

Arraial Lisboa Pride 2017.jpg

O programa do próximo Arraial Lisboa Pride já é conhecido. Do cartaz fazem parte nomes como Moulinex, Rita Zukt, Sindykatz, Hélio Morais, MissWonder e os coros Colegas e Pink Noise (Antuérpia).

"Histórias da Noite Gay de Lisboa", um livro que explica o epicentro LGBT do país

image1.JPG

 

Foi apresentado esta quinta-feira o livro “Histórias da Noite Gay de Lisboa” da autoria de Rui Oliveira Marques, edições Ideia Fixa. A sessão de apresentação do livro esteve a cargo do investigador queer António Fernando Cascais e de Marco Mercier, director-geral  do Trumps, e foi efectuada durante o 36º aniversário da discoteca lisboeta.

O Arraial Lisboa Pride em fotos (galeria de fotos)

Estátua D. José I arco-íris.jpg

Uma tarde quente recebeu quem passou pelo Terreiro do Paço para celebrar o Orgulho LGBT na festa organizada pela associação ILGA Portugal. Do programa constavam Legendary Tiger Man, Le1f e a humorista Beatriz Gosta

“Unides” como os dedos das mãos – Marchamos, cantando e rindo

opiniao Paula Gil.png

Qualquer sinal de confusão ideológica no título deste artigo não é pura coincidência. Afinal, quando a piada não é engraçada, há que saber rir para não chorar.

Percebo a subversão que é um evento LGBT utilizar uma frase do fascismo para anunciar a sua festa. Até consigo perceber que o orgulho de sermos nós, de podermos ser nós, tenha um certo vislumbre de empoderamento, de libertação.

Legendary Tiger Man e Le1f no Arraial Pride

arraial.jpg

O cartaz do Arraial Lisboa Pride 2016 apresenta Legendary Tiger Man como a principal atracção musical. Paulo Furtado vai levar o formato de one man band para o Terreiro do Paço na noite de 25 de Junho. A estrela internacional deste ano será Le1f, rapper gay norte-americano.