Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

“Transformar hoje para ter voz amanhã!” - A 3ª edição da Marcha de Viseu pelos Direitos LGBTI

viseu.jpg

No passado Domingo, dia 11 de Outubro, realizou-se a 3ª edição da Marcha de Viseu pelos Direitos LGBTI+. Num ano pandémico que veio trazer dificuldades à participação cidadã em espaços públicos, adiando grande parte das marchas LGBTI+ em Portugal para um tempo indeterminado, a 3a Marcha de Viseu pondo constrangimentos e descrenças quanto à sua realização de parte, mostrou-se revelar-se um sucesso.

 

Unidade na Diversidade, a União Europeia em 2020

Daniel.png

 

«A Europa não se fará de uma só vez, nem de acordo com um plano único. Far-se-á através de realizações concretas que criarão, antes de mais, uma solidariedade de facto.»
- Robert Schuman, 9 de Maio 1950

Hoje, celebra-se o Dia da Europa. Hoje, celebra-se a paz e a unidade do continente europeu. O 70º aniversário da histórica “Declaração Schuman”, que viria a servir de chavão da actual União Europeia. Cinco anos após a Segunda Guerra Mundial, o então Ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Robert Schuman, propõe em Paris, uma nova forma de cooperação política na Europa.

“Abril é amor, Abril é de todas as cores!”

Daniel Santos Morais.png

46 anos de Abril e de lutas LGBTQI+ em Portugal

Celebramos 46 anos de democracia, 46 anos que Portugal e suas colónias acordaram de um período de repressão e de ditadura sangrenta. Fruto de uma madrugada libertadora em que os capitães de Abril, junto com a força revolucionária popular, romperam com a cegueira de uma guerra forçada e sem fim à vista, abrindo as portas à Democracia, à Igualdade, à Justiça Social, à Paz e Solidariedade. Estes foram tempos de afirmação, renovação, de sonhos e de perseguição de utopias de um povo que durante uma vida não soube mais do que viver de uma alegria reprimida pela ignorância propagandeada pelo Estado Novo.