Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

PSD e CDS chumbam co-adopção

O projecto de especialidade sobre a co-adopção foi chumbado no Parlamento esta sexta-feira, graças aos 112 votos contra dos deputados do PSD e do CDS. A co-adopção teve votos favoráveis de 15 deputados do PSD, e dos deputados do PS, PCP, Bloco de Esquerda e PEV. Houve duas abstenções no PSD e duas no PS.

Referendo à co-adopção e adopção proposto pelo PSD é inconstitucional

Inconstitucional. Foi esta a decisão dos juízes do Palácio Raton à proposta de referendo de que mais se falou nos últimos meses em Portugal. São três as principais razões para o Tribunal Constitucional ter chumbado esta quarta-feira, a proposta de referendo apresentada pelo PSD:

Hugo Soares: "Eu próprio não percebo se sou a favor da adopção por casais do mesmo sexo"

Esta quinta-feira Manuel Luís Goucha voltou a trazer ao programa Você na TV o tema da co-adopção. Os deputados Isabel Moreira e Hugo Soares foram a estúdio e reapresentaram argumentos. Um dos momentos de maior estranheza ocorreu quando o líder da JSD referiu que ele próprio não percebia se era a favor da adopção de crianças por casais homossexuais.

Como o referendo, a adopção e a co-adopção dominaram a internet em Portugal

 

O tema que se debateu na última quinta e sexta-feira dentro das quatro paredes do Parlamento diz respeito a todas as quatro paredes em Portugal. Pedro Delgado Alves, deputado do PS, não podia estar mais certo.

Protesto contra o referendo na cidade que elegeu Hugo Soares (com vídeo)

Braga, a cidade natal do deputado Hugo Soares, já recebeu um protesto anti-referendo e pró-adopção. O protesto decorreu este Domingo entre a Avenida Central e o Largo da Senhora-a-Branca e reuniu cerca de duas dezenas de manifestantes que empunharam cartazes com mensagens como "A família não vai a referendo", "O amor dá-se não se referenda” e "Não se referendam os direitos das crianças".

Vários deputados do PSD e CDS queriam votar contra referendo

“A minha intenção era votar contra esta iniciativa, mas houve outras orientações na bancada do CDS. Para que não haja quem considere deslealdade parlamentar, conformei o meu voto em relação a algo que não acredito e que considero uma iniciativa lamentável.” A declaração foi da deputada Teresa Caeiro (CDS), durante a votação do referendo da adopção e co-adopção, e foi repetida por outros deputados do PSD. Teresa Caeiro juntou-se ao grupo de 14 deputados do PSD que apresentaram declarações de voto. No caso do partido de Paulo Portas a orientação era a abstenção, enquanto no PSD foi imposto o voto favorável à proposta protagonizada por Hugo Soares.

Teresa Leal Coelho demite-se da bancada do PSD depois da aprovação do referendo

Cinco deputados do PSD faltaram à votação sobre sobre o referendo da adopção e co-adopção de crianças por parte de casais de pessoas do mesmo sexo, incluindo a vice-presidente da bancada parlamentar Teresa Leal Coelho. Mesmo assim, isso não impediu o PSD de conseguir aprovar a proposta de referendo.

 

 

PSD consegue aprovar referendo sobre adopção e co-adopção (com vídeo)

Com os votos a favor apenas do PSD, o referendo sobre co-adopção e adopção foi aprovado esta sexta-feira na Assembleia da República. O CDS  e os deputados do PS João Portugal e António Braga abstiveram-se. Os restantes partidos votaram contra.

 

70 por cento não quer referendo à adopção e co-adopção

Um inquérito levado a cabo pelo site dezanove.pt revela que a esmagadora maioria dos participantes não concorda com o referendo proposto pelo PSD acerca da adopção e da co-adopção de crianças por parte de casais do mesmo sexo.

PSD está sozinho a defender um referendo sobre adopção e co-adopção

O debate desta quinta-feira no Parlamento deixou claro que apenas o PSD defende a realização de um referendo sobre adopção e co-adopção por parte de casais de pessoas do mesmo sexo. Esta ideia começou a ser apresentada por Hugo Soares, líder da JSD, mas transformou-se numa matéria onde é agora exigida disciplina de voto para os deputados da bancada do PSD.

 

Referendo à co-adopção em análise na próxima semana

A iniciativa dos deputados do PSD para a realização de um referendo à co-adopção por casais do mesmo sexo será discutida na próxima quarta-feira, 11 de Dezembro, na comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias.

Diogo Vieira da Silva: "Queremos o bullying e a discriminação com tolerância zero" (com vídeos)

 

Um ano depois do lançamento do Tudo Vai Melhorar, Porto e Lisboa recebem vários eventos para assinalar o aniversário da versão portuguesa do It Gets Better, projecto que visa dar ânimo e esperança aos jovens LGBT vítimas de bullying. Esta sexta haverá um encontro em Lisboa com o cronista social Flávio Furtado e uma festa no Trumps. A iniciativa está a cargo da CASA, com Diogo Vieira da Silva, vice-presidente da associação CASA, a assumir o papel de coordenador do Tudo Vai Melhorar. 

 

Líder da JSD quer referendo à adopção e co-adopção a coincidir com as eleições europeias

Hugo Soares, o líder da JSD que propôs um referendo à adopção e à co-adopção por parte de casais de pessoas do mesmo sexo, pretende que o mesmo se realize aquando das eleições europeias, a 25 de Maio de 2014. "Uma das formas de combater a abstenção é colocarmos o referendo no dia das eleições europeias. É uma das hipóteses, até para minorar os custos", disse em entrevista do Diário de Notícias.

Hugo Soares consegue adiar votação da co-adopção graças à ideia do referendo

A proposta do líder da JSD, Hugo Soares, de realizar um referendo ao tema da adopção e co-adopção por parte de casais de pessoas do mesmo sexo, apenas apresentada na terça-feira, teve como efeito o adiamente do votação do projecto de lei do PS para a consagração da co-adopção por casais do mesmo sexo.

PSD quer referendar direito à adopção e à co-adopção

Hugo Soares, líder da Juventude Social-Democrata (JSD) e deputado na Assembleia da República, propôs um referendo sobre a co-adopção e adopção de crianças por um dos cônjuges de casais do mesmo sexo ou unidos de facto.