Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Pela Paz na Ucrânia: As vozes que se levantam contra a agressão do governo russo

we stand with ukraine

Ao longo de vários anos acompanhamos a situação dos Direitos das pessoas LGBTI+ na Ucrânia e na Rússia. São mais de 260 menções aos dois países em quase 12 anos de dezanove.pt.

Apesar da retórica anti-LGBTI, a Europa está determinada a combater o ódio

Calendário LGBTI 2022.jpg

Um relatório da principal organização LGBTI na Europa, a ILGA Europe, conclui que, apesar do aumento na retórica oficial anti-LGBTI, alimentando uma onda de crimes de ódio em todos os países da Europa, há uma crescente determinação institucional para combater o ódio e a exclusão.

"A Família escolhe sempre o Amor" da ILGA Portugal e da Ködö (com vídeo)

ILGAxKodo_afamiliaescolhesempreoamor_2.png

A Associação ILGA Portugal – Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo e a Ködö lançam campanha de sensibilização sobre a importância da igualdade, da integração e aceitação da diversidade pelas redes familiares e de amizade para o bem-estar e resiliência emocional e psicológica das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo (LGBTI+), no âmbito do projecto de responsabilidade social Ködö World Care.

Reacções ao chumbo do Tribunal Constitucional às normas da lei de identidade de género nas escolas

pexels-katie-rainbow-8275181.jpg

A proposta de lei do Governo que promove o direito à identidade de género nas escolas foi analisada pela Tribunal Constitucional (TC) que decidiu chumbar duas das normas que constavam da lei n.º 38/2018. A decisão foi conhecida esta terça-feira e provocou várias reacções.

 

 

Hungria vs. Portugal (não vamos falar de futebol). Quem se insurge contra o que se passa?

pexels-polina-tankilevitch-4570590 (1).jpg

Esta semana ficou indelevelmente marcada por mais um retrocesso nos direitos humanos, mais concretamente nos direitos LGBTQI+, aquando no passado dia 15 de Junho uma nova lei que proíbe a divulgação de conteúdos LGBTQI+, nomeadamente que mostrem ou “promovam” a homossexualidade a menores de 18 anos, foi aprovada na Hungria.

Homofobia na Covilhã: Adolfo Mesquita Nunes alvo de panfletos homofóbicos

homofobia covilhã adolfo mesquita nunes.jpg

O candidato à Assembleia Municipal da Covilhã, Adolfo Mesquista Nunes, e Pedro Farromba, candidato à Câmara Municipal da Covilhã foram alvo de um ataque homofóbico. Foram criados e distribuídos pela cidade panfletos de teor homofóbico acusando a dupla de candidatos da coligação do CDS-PP e PSD.

Histórico: Orientação sexual deixa de ser factor de exclusão para a dádiva de sangue em Portugal

Dádiva sangue homossexuais.jpg

É uma luta de vários anos que, aparentemente, chegou ao fim. Foi publicada esta sexta-feira pela Direcção-Geral de Saúde (DGS) a revisão à norma que permite as dádivas de sangue.

Prémios Arco-Íris distinguem CM Lousã, Festival Queer e Sandra Saleiro

Prémios Arco-Íris 2020

Pela primeira vez os Prémios Arco-Íris da asssociação ILGA Portugal foram transmitidos na televisão. A cerimónia foi apresentada por Rui Maria Pêgo e Jenny Larrue e pôde ser vista esta sexta-feira através do Canal Q.

 

O impacto da covid-19 na comunidade LGBTI+ (reportagem)

impacto covid19 lgbti.jpg

Primeiros meses de covid-19... Três pessoas cuja pandemia trocou as voltas: um empresário da noite LGBTI+ lisboeta cujo negócio foi obrigado a parar, uma drag queen que ficou sem trabalho e sem suporte e uma activista numa associação de defesa dos direitos das pessoas LGBTI+ com pedidos de ajuda acrescidos.

 

 

Celebrar o Orgulho LGBTI+ em 2020 – uma estratégia de Marketing?

Daniel.png

A data que se celebra é histórica. 28 de Junho de 1969, marca o início dos movimentos da luta civil em favor dos direitos das sexualidades e identidades de género que se iriam repercutir pelos EUA, Europa e um pouco por todo o mundo. Como pano de fundo temos o bar de Stonewall Inn, um bar gay em Greenwich Village, Nova Iorque, e com personagens queridas pela história, as activistas Marsha P. Johnson, Sylvia Rivera e Stormé DeLarverie, que junto de aproximadamente 400 pessoas, iriam pela primeira vez se juntar num tumulto de libertação e resistência contra a opressão e violência de pessoas homossexuais, bissexuais, transgénero, negras e feministas sentida pelas rusgas policiais diárias que se arrastariam até ao dia 2 de Julho.