Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

Em Portugal e no Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Reparações LGBTI+ nas paisagens e nos saberes

gustavo borges mariano

Desde Maio, vemos marchas pelos direitos negados a pessoas LGBTI+ sendo feitas pelo país: Coimbra e Vila Real começaram. E este ano traz novidades com as primeiras marchas em diversas cidades. Ademais, em alusão ao dia internacional com a LGBTIfobia, 17 de Maio, bandeiras arco-íris foram hasteadas em locais públicos.

 

A luta queer foi, é e sempre será uma luta política

luta queer

É agora. Pleno mês de Junho, o mês do orgulho LGBTQIA+. A luta pelos direitos (conquistados e por conquistar) requer estar mais presente do que nunca, porque nada nos garante que o que até agora conquistámos não nos é retirado.

 

 

Ágata, Puta da Silva, M3dusa, Herlander, Di Cândido, Nala, Soulflow e Bruno Huca no Arraial Lisboa Pride

FB_IMG_1655318608580.jpg

Depois de dois anos de cancelamentos devido à crise epidemiológica da covid-19, a associação ILGA Portugal – Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo – anuncia o regresso do Arraial Lisboa Pride. A 24.ª edição do maior evento comunitário LGBTI+ do país terá lugar no sábado, 25 de Junho, no Terreiro do Paço, em Lisboa, das 16h00 às 02h00.

A homofobia andou à solta no Arraial dos Santos Populares da Penha de França, mas a Junta de Freguesia tratou (e bem) do assunto

Jf penha de França homofobia

Noite de Santo António em Lisboa. Num dos muitos arraiais populares que preenchem praças, pracetas e recintos da capital ouve-se a homofobia a trespassar num concerto de música popular e cheio de gente a dançar...

Pela Paz na Ucrânia: As vozes que se levantam contra a agressão do governo russo

we stand with ukraine

Ao longo de vários anos acompanhamos a situação dos Direitos das pessoas LGBTI+ na Ucrânia e na Rússia. São mais de 260 menções aos dois países em quase 12 anos de dezanove.pt.

Apesar da retórica anti-LGBTI, a Europa está determinada a combater o ódio

Calendário LGBTI 2022.jpg

Um relatório da principal organização LGBTI na Europa, a ILGA Europe, conclui que, apesar do aumento na retórica oficial anti-LGBTI, alimentando uma onda de crimes de ódio em todos os países da Europa, há uma crescente determinação institucional para combater o ódio e a exclusão.

"A Família escolhe sempre o Amor" da ILGA Portugal e da Ködö (com vídeo)

ILGAxKodo_afamiliaescolhesempreoamor_2.png

A Associação ILGA Portugal – Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo e a Ködö lançam campanha de sensibilização sobre a importância da igualdade, da integração e aceitação da diversidade pelas redes familiares e de amizade para o bem-estar e resiliência emocional e psicológica das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo (LGBTI+), no âmbito do projecto de responsabilidade social Ködö World Care.

Reacções ao chumbo do Tribunal Constitucional às normas da lei de identidade de género nas escolas

pexels-katie-rainbow-8275181.jpg

A proposta de lei do Governo que promove o direito à identidade de género nas escolas foi analisada pela Tribunal Constitucional (TC) que decidiu chumbar duas das normas que constavam da lei n.º 38/2018. A decisão foi conhecida esta terça-feira e provocou várias reacções.

 

 

Hungria vs. Portugal (não vamos falar de futebol). Quem se insurge contra o que se passa?

pexels-polina-tankilevitch-4570590 (1).jpg

Esta semana ficou indelevelmente marcada por mais um retrocesso nos direitos humanos, mais concretamente nos direitos LGBTQI+, aquando no passado dia 15 de Junho uma nova lei que proíbe a divulgação de conteúdos LGBTQI+, nomeadamente que mostrem ou “promovam” a homossexualidade a menores de 18 anos, foi aprovada na Hungria.

Homofobia na Covilhã: Adolfo Mesquita Nunes alvo de panfletos homofóbicos

homofobia covilhã adolfo mesquita nunes.jpg

O candidato à Assembleia Municipal da Covilhã, Adolfo Mesquista Nunes, e Pedro Farromba, candidato à Câmara Municipal da Covilhã foram alvo de um ataque homofóbico. Foram criados e distribuídos pela cidade panfletos de teor homofóbico acusando a dupla de candidatos da coligação do CDS-PP e PSD.

Histórico: Orientação sexual deixa de ser factor de exclusão para a dádiva de sangue em Portugal

Dádiva sangue homossexuais.jpg

É uma luta de vários anos que, aparentemente, chegou ao fim. Foi publicada esta sexta-feira pela Direcção-Geral de Saúde (DGS) a revisão à norma que permite as dádivas de sangue.