Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

Em Portugal e no Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Intersecções: um evento sobre música e género

Cartaz (post instagram).jpg

No 4° Simpósio NEGEM – Intersecções serão abordados temas de Filipe Sambado, Rodrigo Vaiapraia, Arca, Lil Nas X, actuações de drag queen, festivais e espaços nocturnos frequentados ou voltados para pessoas LGBTI, entre outros assuntos. Este evento decorrerá em Lisboa, mas também podes assistir via Zoom.

 

 

Flamenco Queer, desafiar as regras através da arte (com vídeo)

flamenco queer

Aproveitando as comemorações do dia que se assinalou esta semana, Dia Internacional contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia, e o decorrente período de consciencialização que atravessamos, assume especial relevância a proposta que nos oferece Flamenco Queer, caracterizada de forma vigorosa no seu último trabalho “Azúcar pa’ tu cuerpa”. 
 

Black Queer Art: Desire Marea actua em Serralves e no Teatro do Bairro Alto

Desire Marea black queer art

A artista multidisciplinar Desire Marea nasceu em KwaZulu-Natal na África do Sul e tem vindo a consolidar-se como uma reconhecida força criativa, especialmente enquanto parte do colectivo de performance queer sul-africano FAKA que fundou, em 2015, com Fela Gucci.

 

Colombina Clandestina, um carnaval cheio de Graça, feminista, negre e queer

© Foto Raquel Pimentel

O Grito de Carnaval foi em Alfama, no beco de São Miguel, ali onde há seis anos começou o Bloco da Colombina Clandestina, o bloco de Lisboa, que leva a luta e a festa às ruas, lugares de encontro e resistência. Corpos negres, queer, feministas e antirracistas numa cidade em ambiente pós-colonial. No Panteão gritou-se contra Putin e a sua invasão à Ucrânia, no Coreto da Graça foi a “Luz de Tieta” que iluminou o lançamento do single “Histérica e Louca” de autoria de Heidy, a voz da Colombina, Puta da Silva, a voz da negritude trans e Alexa, palavras do feminismo anti-racista e descolonial. 

 

Artefacto: está a chegar uma revista para divulgar os jovens artistas

Artefacto Magazine.jpg

“A ideia nasceu da necessidade que tínhamos de encontrar uma revista que englobasse todos os tipos de arte, em vez de se focar num só. Aí nasceu a Artefacto: uma revista que junta os mais variados artistas e os coloca a trabalhar para um objectivo em comum” explicam ao dezanove.pt Isa Sequeira e Carolina Domingues, duas jovens artistas, uma estudante de cinema e uma designer gráfica recém-licenciada.

Árdis: "Mesmo que por vezes possamos passar despercebidas, existimos, estamos aqui e isso é também resistência"

Árdis banda.jpg

Três raparigas que se juntaram para remexer em textos, histórias, acordes - fazer canções. Através da música, querem passar uma mensagem de amor e diversidade, numa sociedade por vezes incompleta de representatividade. São as Árdis, pessoas cheias de cor que fomos conhecer melhor nesta entrevista.

 

 

Regina, a rainha do Eurodance (com vídeos)

68641831_2512667612122835_8582016626516295680_n.jp

Ela nasceu em São Paulo, mas há décadas vive na Itália, onde consolidou uma bem sucedida carreira como cantora de eurodance (dance music produzida na Europa). Regina Saraiva não é a única brasileira a fazer sucesso no exterior no cenário dance, mas é uma das poucas que canta de verdade, tendo uma belíssima voz.

 

 

Top of the pop(per)s

Fischerspooner.jpg

Os Fischerspooner já tinham avisado que o próximo álbum iria abordar os relacionamentos queer na era digital, e de forma mais despudorada do que qualquer outro do seu percurso. Mas se os videoclipes dos singles anteriores - "Have Fun Tonight""Togetherness" - já eram consideravelmente crus na abordagem à sexualidade, a banda nova-iorquina vai bem mais longe nas imagens que acompanham a nova amostra de "SIR", disco a editar a 16 de Fevereiro.

 

 

Rita Redshoes: “Admiro causas, instituições ou grupos de apoio que lutem pela vida, dignidade e informação”

Rita Redshoes_1.jpg

Rita Redshoes já não é a menina de sapatos vermelhos lançada pela mão de David Fonseca. É agora uma mulher de voz vibrante e segura, que respira e canta a influências que a inspiraram. Em “Her”, nome do seu mais recente álbum, canta referências femininas. Rita concedeu-nos uma entrevista em que aborda o feminino, o apoio às causas LGBT e a PrEP.

 

 

FireTiger: uma boa razão para ficarmos atentos ao novo NU3L

IMG_2330.JPG

Deu nas vistas na Operação Triunfo e nos Morangos com Açúcar. Seguimo-lo desde então nas redes sociais onde tem vindo a partilhar o seu sonho. E já dia 9 de Junho que Emanuel d' Oliveira, agora NU3L, nos dá uma prenda no seu dia de aniversário: o seu primeiro single "Beautiful Tiger" chega ao mercado.  O dezanove.pt falou com o cantor em exclusivo a uma semana do lançamento do trabalho.