Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

“Se nós não estivermos no epicentro da nossa própria comunidade onde iremos ficar na história?”

Santiago MBanda Lima

5.5 Uma série de cinco entrevistas que vamos publicar nos próximos tempos a cinco pessoas que, de uma forma ou de outra, contribuíram positivamente para que tenhamos Orgulho em sermos quem somos e que nos tenham inspirado e facultado os seus conhecimentos em prol de um país melhor.

 

 

 

Noé João: "Ainda há pessoas que são oprimidas e invisibilizadas"

banner opiniao_Noé João.png

A  Revolta de Stonewall, do dia 28 de Junho de 1969, significa para mim o estalar do verniz relativamente a toda e qualquer tipo de violência e discriminação contra a população LGBTI+, arrastando consigo, a discriminação de outras minorias naquele contexto específico. Como foi o caso de Marsha P. Jonhson, uma mulher trans negra e activista, que esteve engajada na luta dos negros/negras LGBTI+, e que confrontou o sistema do patriarcado.

 

 

Orgulho LGBT+: de Stonewall à contemporaneidade brasileira

William Galvão.png

Na madrugada de 28 de junho de 1969, um grupo de policiais de Nova York fez uma rotineira e violenta batida no Stonewall Inn, bar onde a hostilização e abusos policiais eram frequentes. O local reunia gays, lésbicas, bissexuais, pessoas trans, drag queens e outras figuras marginalizadas.

 

 

The Stonewall Inn será o primeiro Monumento Nacional em homenagem aos direitos LGBT (com vídeo)

The Stonewall Inn 1.jpg

A proposta vem directamente do ainda presidente dos EUA, Barack Obama. O mítico edifício da cidade de Nova Iorque irá passar a ser Monumento Nacional, o primeiro que visa homenagear os direitos LGBT.

Cresce descontentamento sobre filme Stonewall

Stonewall movie boycott.jpg

O filme Stonewall de Roland Emmerich ainda só revelou o primeiro trailer já está envolto em polémica. Várias associações e colectivos LGBT um pouco por todo o mundo estão a apelar ao boicote ao filme, seja nas idas ao cinema, seja exigindo a reposição dos factos na história, propondo donativos para outro filme ou até assinando petições online.