Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

Em Portugal e no Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Terá sido abuso? Quebrar o Silêncio lança campanha para homens que têm sexo com homens

quebrar o silencio abuso sexual HSH

A associação Quebrar o Silêncio lançou uma campanha destinada a homens que têm sexo com homens, no sentido de os ajudar a identificar situações de abuso sexual que por vezes passam despercebidas ou que não são reconhecidas enquanto tal.

Novo livro: “De Que Falamos Quando Falamos de Violência Sexual Contra Crianças”

De Que Falamos Quando Falamos de Violência Sexual Contra Crianças

O livro “De Que Falamos Quando Falamos de Violência Sexual Contra Crianças” de Ângelo Fernandes, será apresentado a 13 de Outubro na Fnac do Chiado, em Lisboa, às 19h. Este é um recurso para capacitar pais, mães e pessoas cuidadoras na prevenção do abuso sexual contra menores. O livro prefaciado por Maria Clara Sottomayor, Juíza Conselheira do Supremo Tribunal de Justiça, será apresentado pela especialista e socióloga Isabel Ventura e a cronista e pela autora Paula Cosme Pinto. 

 

Denúncias de violência sexual em tempos de covid-19

Quebrar o Silêncio 2.jpg

No primeiro semestre de 2020, a Quebrar o Silêncio recebeu cerca de 10 novos casos por mês de homens e rapazes vítimas de violência sexual. São 59 novos pedidos de apoio de sobreviventes e um aumento de 18% face a 2019. No total, 310 homens e rapazes procuraram apoio durante os três anos e meio de actividade da Quebrar o Silêncio.

Balanço: 146 homens vítimas de violência sexual tiveram apoio nos últimos dois anos

Quebrar o Silêncio.jpg

A Quebrar o Silêncio faz dois anos e para assinalar o segundo aniversário a associação divulga vários dados sobre o apoio que presta a homens vítimas de violência sexual, incluindo informações sobre os pedidos de ajuda que aumentaram para o dobro. Em média, a associação apoia 15 pessoas por mês. A associação vai lançar ainda uma nova campanha de sensibilização.

Marchas pedem fim da violência contra as mulheres

MArcha Fim Violência Mulheres.jpg

Na próxima quarta-feira, dia 25 de Novembro, pelas 18 horas, sairá da Praça do Comércio, com destino ao Rossio, em Lisboa, a 5ª Marcha pelo Fim da Violência Contra as Mulheres. Esta acção, convocada por numerosas organizações da sociedade civil, procura dar visibilidade às graves formas de violência que se exercem sobre as mulheres, consequência de sistemas culturais e políticos que conferem primazia ao patriarcado.