Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Teremos sempre Paris: “Knife+Heart” no MotelX 2018

Knife+Heart_3.jpg

O realizador francês Yann Gonzalez retrata, ou pelo menos tenta retratar, o que a Paris do final dos anos 1970 tem, ou teria, de melhor. Um filme de possibilidades, de ‘ses’ e ‘ous’, que marca presença na edição deste ano do MotelX.

 

 

Sinopse: Paris, Verão de 1979. Anne (Vanessa Paradis) produz filmes porno gay de terceira categoria. Depois de ser deixada por Loïs (Kate Moran), sua montadora e amante, ela tenta recuperá-la rodando o seu projecto mais ambicioso de sempre, com a ajuda de Archibald, o seu flamejante assistente. Mas um dos seus actores é brutalmente assassinado e Anne vê-se envolvida numa estranha investigação que irá virar-lhe a vida do avesso. Suspeita-se que um assassino mascarado esteja a perseguir a sua equipa para evitar a concretização deste seu ambicioso projecto. 

 

“Knife+Heart”, ou “Un Couteau dans le Cœur” na sua versão original, continua a confirmar a promessa que Gonzalez se tornou em 2013 com a sua primeira longa-metragem, “Les Rencontres d'Après Minuit” (“You and the Night”). Depois em 2017 foi um ano particularmente feliz, a sua curta “Les Îles” (“Islands”, 2017) venceu três prémios internacionais, dois deles em Portugal. Arrebatou o prémio de melhor curta-metragem no Queer Lisboa 21, o Grande Prémio de Ficção do Festival de Curtas de Vila do Conde e a Queer Palm Curta-Metragem do Festival de Cannes. Também o ano passado e também no Queer Lisboa 21, Yann Gonzalez integrou o júri da competição de longas-metragens.

O filme que Gonzalez traz ao MotelX este ano compete para o Prémio Melhor Longa de Terror Europeia/Méliès d'Argent. É um projecto mais ambicioso e que lhe dá um outro tipo projecção: “Knife+Heart” esteve este ano em Cannes e competiu pela Palma de Ouro e pela Queer Palm nas longas-metragens. Esperemos que este ano Yann Gonzalez seja novamente feliz em Portugal com esta história de faca e coração.

 

Sessão: Sábado, 8 Setembro 2018; às 18h40; Sala Manoel de Oliveira, Cinema São Jorge

 

 

Luís Veríssimo