Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Rua Gisberta: "Iremos levar esta iniciativa até ao fim"

gisberta.jpg

Muita tinta correu depois da Comissão Organizadora da Marcha do Orgulho do Porto (COMOP), bem como outros colectivos e pessoas defensoras dos direitos das pessoas LGBTI+ terem anunciado que vão, mais uma vez, tentar que o nome de Gisberta, mulher trans que foi brutalmente assassinada há 15 anos, seja a designação de um arruamento, no Porto.

 

Comissão da Marcha do Orgulho do LGBT no Porto e Variações emitem comunicados após incidentes

Incidentes Marcha Orgulho LGBT Porto.jpg

Os incidentes ocorridos no passado Sábado à tarde no Porto, durante a 13ª Marcha do Orgulho LGBT daquela cidade, entre um grupo de anarquistas e elementos da Variações levaram a Comissão Organizadora da Marcha do Orgulho LGBT no Porto (MOP) e a Associação de Comércio e Turismo LGBTI de Portugal a emitir esclarecimentos esta quarta-feira.

Marcha do Orgulho LGBT do Porto marcada por protesto contra associação LGBTI (com vídeos)

Protestos Marcha do Orgulho LGBT do Porto

As ruas do Porto voltaram, pela 13ª vez, a ser ocupadas pelas bandeiras do arco-íris e pelas reivindicações dos activistas LGBTI. Mas, pela primeira vez, um conjunto de pessoas impediu uma associação LGBTI de acompanhar a totalidade do percurso da Marcha do Orgulho LGBT+ da cidade.

As fotos da 12ª Marcha do Orgulho LGBT do Porto

marcha orgulho porto 2017 19.jpg

Tudo aponta para que tenha sido a maior Marcha do Orgulho LGBT de sempre na cidade do Porto. À 12ª edição da marcha que nasceu para não esquecer Gisberta Salce Júnior, barbaramente assassinada na cidade a 22 de Fevereiro de 2006, as bandeiras do arco-íris voltaram a sair às ruas da Invicta.

MP & Bárbara "A única coisa que é capaz de nos transformar é o Amor" (vídeo)

MP Bárbara Marcha Orgulho LGBT Porto 2015.jpg

Um dos casais mais fofos de Portugal esteve na última Marcha do Orgulho LGBTI do Porto. MP & Bárbara foram notícia no dezanove.pt em Janeiro e em Fevereiro  por mostrarem sem preconceitos o seu amor publicamente através de um canal no Youtube e do Facebook com milhares de seguidores.

Porto marchou pela décima vez (galeria de fotos)

porto marcha lgbti noticias gays.jpg

Centenas de manifestantes voltaram a marchar este Sábado pela não violência de género e pela igualdade de direitos para lésbicas, gays, bissexuais transgéneros e intersexuais. Várias ruas do centro do Porto foram percorridas por manifestantes que envergavam cartazes, bandeiras e proferiam palavras de ordem. 

Porto marcha este Sábado contra a violência de género

LGBT Pride dezanove Marcha Porto gay.jpg

A primeira marcha do Orgulho LGBT realizada fora da capital assinala este ano o seu 10º aniversário. Com a efeméride muda também de nome e passa a designar-se Marcha do Orgulho LGBTI do Porto. O I que agora surge junto da mais conhecida e usada sigla LGBT é o I de Intersexo, que assim se soma para dar visibilidade e premência na resolução das situações que afectam as vidas destas pessoas. 

 

Movimento LGBT começa a posicionar-se em alegados casos de violência doméstica que envolvem activistas

Marcha LGBT do Porto em 2011 - foto de Horta do Rosário

Um caso bicudo, este, para os movimentos LGBT portugueses e para o micro-universo activista do País: uma activista com prominência no meio acusada por duas ex-namoradas de violência física e psicológica está a obrigar as organizações a tomar decisões: remover a pessoa em questão do meio activista sem apelo nem agravo ou guardar o silêncio até que a justiça se pronuncie, mantendo-a “em funções” apesar das acusações que lhe são imputadas?

Activista do Caleidoscópio LGBT acusada de violência doméstica. Visada considera todas as acusações “falsas”

violência lésbicas portugal.jpg

Acusações de violência física, psicológica, sexual e económica entre activistas lésbicas do movimentos LGBT português estão a gerar uma onda de solidariedade e indignação. Paula Antunes, responsável pelo Caleidoscópio LGBT, recusa todas as acusações de que está a ser alvo por parte de Mafalda Gomes e Isabel Martinez.