Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Aveiro reivindicou as cores do arco-íris

Marcha LGBTI Aveiro Eulalia Almeida.jpeg

Depois de adiada em 2020 e transformada num evento online, a Marcha do Orgulho LGBTI de Aveiro realizou-se no passado Sábado. Foi a primeira iniciativa deste género este ano em modo concentração.

 

Quem passou por Aveiro no passado Sábado relata que, apesar do reduzido número de participantes, ninguém ficou indiferente às bandeiras do arco-íris que coloriam os relvados no Rossio. Em prol da segurança, o impacto sentido foi menor do que uma marcha devido ao distanciamento entre participantes.

“Foi bonito voltar a ver um momento de orgulho LGBTI na rua.” comenta um dos participantes ao dezanove.pt. Apesar das difíceis condições de áudio (houve alguns problemas com o micro e o megafone), o discurso da Mãe Eulália da associação AMPLOS não deixou de ser o mais aplaudido. Eulália é presença regular nas Marchas do Orgulho e tornou-se mais conhecida do grande público após o documentário em que descobre a profissão do seu filho, o actor porno Fostter Riviera, em “Até que o porno nos separe“.

Entre os colectivos de defesa das pessoas LGBTI+ presentes destaque para representantes da Queer Tropical,  Path, Clube Safo, Marcha do Orgulho do Porto, Porto Inclusive e LGBTI Leiria. Na parte dedicada aos discursos foi assinalada a interseccionalidade da luta LGBTI e anti-racista, machista e fascista. Presente também estiveram representantes da JCP, JS, Volt e BE.

Vê aqui o álbum de fotos