Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Cabo Verde é o primeiro país africano a aderir à campanha da ONU "Livres e Iguais" (com vídeo)

Mayra Andrade ONU Livres e Iguais.jpg

Cabo Verde tornou-se, na passada quinta-feira, o primeiro país africano a aderir à iniciativa das Nações Unidas "Livres e Iguais". A iniciativa realizou-se no âmbito do Dia Internacional dos Direitos Humanos e da iniciativa 16 Dias de Activismo contra a Violência de Género.

Mayra Andrade.jpgA campanha lançada em 2013 pela ONU pretende sensibilizar e promover a igualdade de pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgénero (LGBT). O evento contou com a presença da cantora Mayra Andrade, madrinha da campanha, que em declarações aos jornalistas afirmou "Há uma percentagem da nossa população que ainda vive oprimida com medo de assumir o que é, que ainda sofre preconceitos. Temos alguns pioneiros que tiveram coragem de assumir há alguns anos. Da mesma forma que foram atacadas as questões da violência de género e do trabalho infantil é preciso abraçar a causa de LGBT para dentro de pouco tempo ter igualdade de direitos".

A Ministra-Adjunta e da Saúde Cristina Fontes Lima também marcou presença na cerimónia e frisou que “Os direitos humanos são práticas culturais que fomos incutindo desde a independência para garantir o que é direito de cada um, pelo que hoje, temos de continuar o nosso desenvolvimento, nesta matéria, a vários níveis e estar sempre presente para responder às causas”. A mesma governante também lembrou todas a medidas legislativas que o governo tomou desde 2004 nomeadamente quando a homossexualidade deixou de ser crime no país.

No encerramento do evento,  Ulrika Richardson, coordenadora do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde lembrou que “Em 2015, uma média de 15 países reconheceram o direito de casamento dos LGBT. Aqui em Cabo Verde temos de começar a ver o quadro legal para saber o que fazer nesse sentido".

Mayra-Andrade.jpg

A campanha vai ter continuidade com palestras de sensibilização nas escolas e comunidades, exposição de fotografias, corridas, ciclo de tertúlias, spots informativos e concurso sob o tema “De pequeno se torce a discriminação”.

A cantora brasileira Daniela Mercury, madrinha da iniciativa no Brasil, deverá actuar brevemente com Mayra Andrade em Cabo Verde no âmbito desta campanha. 

 

Carlos Maia

Paulo Monteiro