Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Casal cristão ameaça divorciar-se caso casamento gay seja aprovado

sarah and nick jensen australia.png

O movimento legalizador continua e agora é a vez da Austrália. Em breve será levada a Parlamento a decisão de aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo na Austrália.

Tudo indica que o projecto de lei irá passar. Segundo uma sondagem realizada em Julho de 2014, 72% dos australianos são a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

No entanto, neste momento os holofotes da polémica estão direccionados para um casal cristão australiano. Nick e Sarah anunciaram que se irão divorciar caso o casamento entre homossexuais seja aprovado pelo parlamento australiano. O casal conta com mais de uma década de casamento e tem dois filhos em conjunto.

Em reportagem ao Camberra CityNews, Nick e Sarah alegam que continuarão a viver juntos e tencionam ter mais filhos. O casal acredita que o casamento não é uma invenção humana, mas uma criação divina.

“A nossa visão é que o casamento é uma ordem fundamental da criação. Parte da história humana de Deus. O casamento é a união de um homem com uma mulher perante uma comunidade, aos olhos de Deus. O casamento de qualquer casal é importante para Deus, independentemente se o casal reconhece ou não o envolvimento ou a autoridade de Deus nele ", declara Nick.

Têm sido muitas as críticas que consideram esta forma de protesto ridícula. Foi já criado um evento no Facebook denominado de Celebrating Nick & Sarah Jensen's DIVORCE! (Comemoração do DIVÓRCIO de Nick & Sarah Jensen's) e que conta com mais de 85 mil participantes. 

Nos últimos anos várias campanhas virais na internet têm mostrado o apoio à legalização do casamento como da associação GetUp! Action for Australia e do evento Mardi Gras

 

João Miguel

 

7 comentários

Comentar