Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Denúncia ao Bispo do Porto: Há padres que vão a bares e saunas gay em Vigo

vigo foto.jpg

“Padres que, às terças-feiras de manhã cedo, se encontram num ginásio de Gaia para diversão gay, outros que aproveitam folgas de domingo à tarde e segunda-feira para visitas a bares e saunas gay em Vigo e noutros lugares bem perto da fronteira, logo a seguir à ponte de Vila Nova de Cerveira.” A informação consta de uma carta enviada pelo padre Roberto Sousa ao bispo do Porto onde descreve o comportamento de vários padres homossexuais da diocese.

O padre Roberto Sousa, que foi afastado da paróquia de Canelas (Vila Nova de Gaia) por alegados “comportamentos impróprios”, escreveu em Setembro de 2014 ao bispo a pedir “transparência e tratamento igual” para todos os membro do clero.

Na carta, agora divulgada pelo Correio da Manhã, Roberto Sousa acusa outros padres de “pagarem abortos dos próprios filhos”. Relata ainda situações de “carros e presentes luxuosos” para os “seus amantes” e outros que “sustentam amantes e os filhos”. De acordo com o Correio da Manhã, o bispo D. António Francisco dos Santos negou a existência de tais comportamentos e descreve esta denúncia como uma “tentativa de chantagem”.

Na origem do afastamento de Roberto Sousa da paróquia de Canelas terá estado a sua recusa em financiar uma estátua do seu antecessor no valor de 15 mil euros. A diocese decidiu então afastar o pároco onde estava colocado há oito anos, alegando a rotatividade de párocos. A decisão foi então bastante criticada pela população local. Roberto Sousa recusou, entretanto, mudar de paróquia e chegou até a celebrar missa em Canelas para 400 pessoas sem comunhão. Na Páscoa de 2015 o compasso não saiu à rua em protesto contra a diocese do Porto.

 

Foto: Dia do Orgulho LGBTI de Vigo 2015/YouTube

5 comentários

Comentar