Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Estivemos num cruzeiro gay da La Demence e contamos-te como foi

Cruzeiro Gay The Cruise La Demence 7.jpg

O turismo LGBT é reconhecidamente um factor de desenvolvimento económico, contribuindo activamente para a criação de emprego além de promover valores de tolerância e de respeito pela diversidade. A LisbonBeach, marca nacional com a missão de promover Portugal como um destino LGBT de excelência, decidiu conhecer um dos expoentes máximos do turismo LGBT: os cruzeiros gay.

A oferta neste campo resume-se essencialmente aos cruzeiros organizados por operadores americanos (nomeadamente a Atlantis ou o cruzeiro anual organizado pela europeia La Demence). Optámos pelo cruzeiro TheCruise, organizado pela La Demence, cujo itinerário de 8 dias incluía partida e chegada de Barcelona, com escalas em Palermo, Lipari, Almafi e Sorrento, além de 2 dias passados no mar.

Cruzeiro Gay The Cruise La Demence 8.jpg

O cruzeiro decorreu entre 18 e 25 de Julho de 2015. Este itinerário reunia amplos atractivos já que combina uma cidade internacionalmente reconhecida como um excelente destino LGBT - Barcelona - onde decorreram as festas pré e pós Cruise, além de destinos de grande beleza natural e com valores únicos do ponto de vista histórico e cultural. Para os interessados, foi possível adquirir antecipadamente excursões exclusivas para os passageiros do cruzeiro para explorar melhor cada ponto de escala do Cruzeiro. 

No dia 18 de Julho, de acordo com a organização 2215 passageiros de 72 nacionalidades embarcaram o Sovereign, uma embarcação operada pela Pulmantur. O que significa que o TheCruise vendeu todos os lugares disponíveis tendo ficado esgotado. Deste ponto de vista, parece claro que existe um grande interesse por este tipo de produto turístico e ao longo do cruzeiro tivemos oportunidade de confirmar o que leva tantos a optar por umas férias como o TheCruise. O check-in e o embarque foram rápidos e eficientes e os passageiros foram recebidos por drag queens com carreira essencialmente em França, Bélgica, Holanda e Alemanha. O Sovereign rapidamente iniciou a partida de Barcelona e, com todos os passageiros a bordo já bem instalados, foi altura de iniciar a primeira festa do Cruzeiro - a Sail-Away Tea-Dance Party. Com a primeira festa, rapidamente percebemos qual é a, indiscutivelmente, a principal razão que leva muitos a embarcaram no TheCruise: as festas. Embora, o TheCruise ofereça um leque alargado de actividades bem diversas, parece não haver dúvidas que as festas são o principal atractivo do TheCruise.

Cruzeiro Gay The Cruise La Demence 1.jpg

 Este facto pode estar relacionado com a própria génese do TheCruise. Na realidade, a La Demence é uma festa mensal, baseada em Bruxelas, com uma tradição de 25 anos. As festas La Demence atraem público LGBT de toda a Europa pela qualidade dos DJs, dos espaços, mas também por todo um ambiente hedonístico em que a liberdade sexual é aceite e incentivada. O TheCruise é organizado pela mesma entidade que a La Demence, e que procura transportar para um Cruzeiro a mesma vivência das festas de Bruxelas e que autodefine o TheCruise como a "the best party experience ever" (a melhor experiência de festa do mundo). Mickael, que conhecemos num dos bares do deck que funciona como pista de dança, é um francês de Nantes e explica-nos que "embora seja a primeira vez que faço o TheCruise, conheço muito bem as festa La Demence que frequento já há alguns anos e, assim, decidi este ano experimentar o The Cruise". Rapidamente conhecemos outros passageiros, que embora não habitando em Bruxelas têm o hábito de viajar para poder frequentar as festas da La Demence. 

Cruzeiro Gay The Cruise La Demence 3.jpg

O TheCruise, embora tendo uma duração de 8 dias/7 noites, incluiu na sua programação 12 festas. Deste total, 5 correspondiam a tea-dances, ou seja festas diurnas, e as restantes 7 correspondiam a night parties. Cada festa tinha um tema e uma sugestão de como vestir para este tema. Os temas eram variados. Os mais populares e divertidos foram o "WhereAreYouFrom ("de que país és?"); Fetish Party; White Party, Disco Tea-Dance and Ladies Tea Dance. Foi surprendente verificar que praticamente todos os passageiros seguiram o dress-code e todos vestiram algo adequado a cada tema em todas as festas. No deck mais alto do cruzeiro foi instalada uma pista de dança em redor da piscina, equipada com sistemas de som, luz e vídeo de topo. Ao todo, 9 DJs embarcaram no TheCruise, todos nomes já com carreira estabelecida a nível europeu como John Dixon, Chris Bekker e Kenne Perry. O facto de se estar ao ar livre, num navio em movimento, também adicionou um elemento único a estas festas. E no final de cada night-party era possível admirar o nascer-do-sol num ambiente absolutamente único, ainda com a festa em pleno andamento. Ao mesmo tempo, para quem tivesse fome, um restaurante manteve-se sempre aberto. Estes foram os ingredientes que criaram um ambiente de festa fantástico. Para os muitos que ainda tinham energia, todas as manhãs uma after-party tinha lugar na discoteca do cruzeiro (no interior) permitindo assim continuar a festa bem até ao início da tarde do dia seguinte. 

Cruzeiro Gay The Cruise La Demence.jpgCruzeiro Gay The Cruise La Demence 4.jpgCruzeiro Gay The Cruise La Demence 6.jpgCruzeiro Gay The Cruise La Demence 2.jpg

Conversando com o israelita Yonatan, compreendemos outro atractivo do TheCruise: o espírito de família e companheirismo entre todos. Yonatan explica que antes de reservar o cruzeiro se inquietava porque viria sozinho e tinha receio de não se enquadrar nos estereótipos de beleza masculina mais comuns. Para quem viaja sozinho e não quer pagar o preço total de uma cabine, o TheCruise disponibiliza a opção de partilhar a cabine com um desconhecido que será escolhido pela organização através de um critério baseado na proximidade da faixa etária. Yonatan adorou o seu companheiro de cabine. Rapidamente ficaram amigos e não tiveram quaisquer problemas em partilhar uma cabine. Por outro lado, Yonatan explica que existe uma tal diversidade de tipos de físico e idades no TheCruise que na verdade até encontrou muitos passageiros a quem o facto de ser bastante peludo lhes agradou imenso.

Durante a viagem verificamos que era regra cumprimentar por quem se passava (mesmo estranhos) e era extremamente fácil fazer novas amizades. A organização adianta que procura assegurar que seja claro que a La Demence é uma festa em que todos as idades e tipos de físico são bem-vindos e que a única coisa que importa é o querer fazer a festa.

Cruzeiro Gay The Cruise La Demence 5.jpg

Entre as outras actividades do cruzeiro incluía-se uma programação alargada de shows todas as noites, incluindo espectáculos de drag, de dança, de música e até um pornshow que, entre outros, incluía uma performance do actor e DJ português Alejandro Alvarez . Ao dezanove.pt Alejandro explica que este é já o seu segundo TheCruise e que no seu entender um cruzeiro gay é uma excelente opção de férias porque é como estar num resort tolerante e liberal no qual se pode optar fazer a festa todas as noites e durante o dia visitar os portos ou relaxar na piscina. Em relação à sua participação no pornshow, Alejandro explica que foi com orgulho que recebeu o convite e que foi um prazer fazer os shows já que todo o ambiente liberal e familiar do TheCruise também torna a experiência bem mais interessante. 

Cruzeiro Gay The Cruise La Demence 9.jpg

A componente de sexo casual desempenha um grande papel como atractivo neste tipo de cruzeiros. A organização disponibiliza duas darkrooms ou quartos escuros onde sexo em público é permitido. A principal darkroom era, na realidade a zona de popa dos decks mais altos do navio, ou seja, um espaço ao ar livre onde qualquer actividade sexual era permitida. A discoteca interior contava também com um darkroom. Por outro lado, os próprios temas da festa ajudavam a que durante a maior parte do tempo os passageiros tivessem vestidos com muito pouco e todo o ambiente de familiaridade e desinibição facilita extremamente encontros casuais a qualquer hora, em qualquer local do navio. A organização promoveu activamente o sexo seguro, tendo todos os passageiros recebido durante o check-in um folheto com informação sobre o VIH e outras ISTs, além de indicações de onde obter preservativos e esclarecimentos no TheCruise. Nas darkrooms existiam também dispensadores de preservativos. Este aspecto de total desinibição e grande liberdade sexual diferencia o TheCruise dos cruzeiros da americana Atlantis que, como Martin, um norte-americano de Ohio nos explica "no Atlantis não existe este nível de desinibição sexual. Não existem darkrooms nem tanta nudez a bordo, mas por outro lado em geral o serviço de bordo, incluindo restaurantes, é de uma qualidade bastante superior."

Cruzeiro Gay The Cruise La Demence 10.jpg

O TheCruise produzido pela La Demence pode ser uma boa opção para quem procura uma semana de férias com muita festa, desinibição e onde possa conhecer outros turistas vindos um pouco de todo o mundo, mas que não esteja particularmente interessado numa experiência de hotel de 5 estrelas. Thierry Coppens, director-geral da La Demence, confirma ao dezanove e à LisbonBeach que Lisboa é uma das escalas que está na mira da organização e que já chegou a equacionar organizar um TheCruise com partida de Barcelona e chegada a Lisboa. Resta-nos esperar que o TheCruise 2016 seja anunciado para ver se Lisboa será efectivamente uma das escalas. 

 

dezanove em colaboração com Rui Silva, fundador da LisbonBeach

Site do cruzeiro: TheCruise 

8 comentários

Comentar