Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Facebook recusa remover foto que equipara o regime Nazi aos homossexuais

 Uma foto em que equipara o Nazismo às pessoas homossexuais foi publicada em Dezembro pelo grupo PPV, Portugal Pró-Vida. A foto do grupo no Facebook está legendada da seguinte forma: “A "agenda gay" está a ser-nos imposta contra nossa vontade. Luta! Resiste! Informa! No próximo dia 4 de Fevereiro vai ser votado no Parlamento Europeu o Relatório Lunacek. Mais uma peça do Puzzle."Queremos uma Europa com direitos humanos iguais para todos e não privilégios para alguns."

 

A foto em questão tem sido denunciada continuadamente por vários utilizadores à rede social Facebook que alega a sua manutenção online: “revimos a foto que denunciaste por assédio e considerámos que esta não viola os nossos Padrões da Comunidade.”

O relatório mencionado pelo PPV refere-se ao projecto da eurodeputada Ulrike Lunacek que propôs que a Comissão Europeia adopte uma estratégia de combate à discriminação em função da orientação sexual e identidade de género. O relatório é votado no Parlamento Europeu esta semana. As associações de defesa dos direitos das pessoas LGBT estão a incentivar a que se escreva aos eurodeputados para votar a favor da iniciativa.

 

Não são apenas os LGBT que estão debaixo da mira do Portugal Pró Vida

“O Feminismo é contrário à mulher estes movimentos são financiados para fomentar a destruição da família e da vida. O Feminismo procura criar o ódio entre os homens e as mulheres. É igual ao Racismo!” pode ler-se noutra imagem do álbum deste grupo.  

 

Depois de várias denúncias, durante o mês de Janeiro um vídeo do mesmo grupo Portugal Pró-Vida foi removido da rede social Facebook por retratar a população homossexual de forma depreciativa e doentia.

 

4 comentários

Comentar