Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

François Ozon tem "Uma Nova Amiga" (com trailer)

umanovaamiga3.jpg

O prestigiado realizador francês, François Ozon, regressa a Portugal com o seu mais recente filme, "Uma Nova Amiga" (2014). A película estreia na próxima quinta-feira, 26 de Maio. O género, o luto e a descoberta de um segredo são os ingredientes desta condimentada história, servida com pulso firme.

umanovaamiga1.jpgBaseado livremente num conto “The New Girlfriend”, da escritora Ruth Rendell, a obra é protagonizado pelos actores Romain Duris, Anaïs Demoustier e Raphaël Personnaz. O filme marcou presença na Competição no Festival de Cinema de Londres, integrou a selecção oficial do Festival de Toronto e venceu o Prémio Sebastiane (o equivalente à Queer Palm e ao Teddy Award) para melhor filme no Festival de San Sebastián, para além de duas nomeações para os César, incluindo o de melhor actor para Romain Duris.

Laura (Isild Le Besco) e Claire (Anaïs Demoustier) sempre foram amigas inseparáveis. Quando a primeira morre devido a uma doença prolongada, deixando David (Romain Duris), o marido, totalmente desconsolado e com uma filha bebé a seu cargo, Claire promete que os apoiará em tudo o que puder. Para isso, resolve ir a casa de David o máximo de vezes que conseguir para ajudar a cuidar da criança. Um dia, ao entrar sem aviso em casa dele, depara-se com uma desconhecida com a bebé ao colo. Há anos que ele guarda um segredo que está agora pronto para revelar. Nasce assim uma nova cumplicidade que decidem manter em segredo, mas que afectará a relação amorosa que Claire tem com Gilles (Raphaël Personnaz).
O género é mais que uma simples mulher ou um simples homem. É a esta natureza complexa que o argumento vai beber a inspiração para uma história rica e volátil. François Ozon continua a ser um exímio mestre. A não perder.

Luís Veríssimo