Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Goucha apresenta queixa contra Estado Português devido a decisão de juíza

Manuel Luís Goucha

O assunto não é novo, mas faz a capa da revista VIP desta semana. Na última cerimónia dos Prémios Arco-Íris Manuel Luís Goucha já tinha falado do processo que o opunha à juíza que recusou dar razão ao apresentador pela queixa de insulto que este interpôs ao programa “5 para a Meia Noite”.

Recorde-se que Manuel Luís Goucha apresentou uma queixa contra o programa há cerca de quatro anos depois de ter sido considerado “a melhor apresentadora do ano” durante uma rábula do programa da RTP.

Goucha revista VIPNa decisão proferida pela juíza refere-se que, entre as razões para não dar razão a Goucha na queixa, estão as cores dos casacos que o apresentador da TVI usa "próprias do universo feminino”.

À revista VIP desta semana, o apresentador explica que, depois de perder a acção em Portugal, decidiu recorreu ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos por se sentir ofendido com as razões da magistrada do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa.

O apresentador das manhãs da TVI afirma que não pode compactuar com a atitude homofóbica da juíza. Segundo Goucha, citado nesta publicação, é ele que se “põe a jeito destas graçolas de mau gosto" e "porque trabalho com o público feminino e sou conhecido por no meu vestuário usar cores do universo feminino. Mas onde está escrito que o amarelo, o rosa ou o roxo são de mulher? O que é isto? Idade Média? […] Até posso perder, mas tenho direito a mostrar a minha indignação perante este tipo de justiça que é preconceituosa.”

Recorda o vídeo onde o apresentador faz menção a este caso:

 

11 comentários

Comentar