Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Mya Taylor de “Tangerine” é a primeira actriz transgénero a vencer nos Spirit Awards

E fez-se história ontem, 27 de Fevereiro, à tarde em Santa Mónica, EUA: Mya Taylor tornou-se a primeira actriz transgénero a vencer um Spirit Award.

 

Os Spirit Awards são entregues desde 1984 pela Film Independent, uma organização sem fins lucrativos, aos filmes independentes americanos com um orçamento inferior a 20 milhões de dólares.

 

Tangerine” concorria aos Spirit Awards em quatro categorias: Melhor Filme, Melhor Realizador (Sean Baker), Melhor Actriz Principal (Kitana Kiki Rodriguez) e Melhor Actriz Secundária (Mya Taylor).

A película, que foi filmada através das câmaras de 3 iPhone 5S, segue Sin-Dee Rella (Kitana), uma prostituta transexual que, depois de 28 dias presa, descobre, em conversa com a sua melhor amiga, Alexandra (Mya), também prostituta e também transexual, que o seu namorado e proxeneta a anda a trair com uma mulher cisgénero.

Mya Taylor, de apenas 24 anos, bateu a forte concorrência que existia na categoria de Melhor Actriz Secundária, sobretudo com Cynthia Nixon, nomeada por “James White”, e Jennifer Jason Leigh, por “Anomalisa”.

A actriz, no seu discurso de agradecimento, referiu que “existe talento transgénero, existem belíssimos talentos transgénero, portanto é bom que os vão buscar e os coloquem no vosso próximo filme.”.

 

O filme “Carol”, que era um dos favoritos, apenas levou para casa o Spirit Award para Melhor Fotografia (Edward Lachman), embora estivesse nomeado para mais cinco categorias: Melhor Filme, Melhor Realizador (Todd Haynes), Melhor Argumento (Phyllis Nagy), Melhor Actrizes (Cate Blanchett e Rooney Mara).

 

Fotografia: Getty Images

Luís Veríssimo

2 comentários

Comentar