Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Nasce em Portugal um novo troféu internacional para o melhor do transformismo

crédito da foto: Pauliana Valente Pimentel

Valorizar a arte do transformismo com a atribuição de um galardão internacional é o objectivo do Finalmente Club, o mais antigo clube nocturno de transformismo da capital. A iniciativa Troféu Finalmente - Prémio Internacional de Transformismo e Artes Cénicas irá distinguir uma figura nacional ou internacional que cruze diferentes disciplinas e defenda Direitos Humanos, em particular, da comunidade LGBTQIA. O júri é composto por Fernanda Câncio, Inês de Medeiros e Fernando Santos, entre outras figuras públicas.

O galardão será entregue, em data e local a anunciar, no próximo mês de Novembro e passará a ser atribuído anualmente de forma a homenagear personalidades do mundo do transformismo e das artes cénicas, que, no seu trabalho, promovam direitos e liberdades individuais, de identidade, género e luta contra a discriminação sexual. 

A comemorar este ano 40 anos de existência, o Finalmente Club procura valorizar o transformismo enquanto arte cénica e de todas as disciplinas que o vinculam – o Teatro, o Circo, a Música, a Dança, a Cenografia e os Figurinos. O troféu procura, a uma escala internacional, dignificar e fazer respeitar os valores da Liberdade Sexual, de Identidade e Género pode ler-se numa nota enviada à imprensa. 

O júri é ecléctico e composto por Fernando Santos (transformista que dá corpo a Deborah Krystall, director artístico do Finalmente e nomeado para Melhor Actor nos Globos de Ouro 2010 por “Morrer como um Homem”), Inês de Medeiros (cineasta, ex-deputada, responsável do pelouro da Cultura da Fundação INATEL e activista das causas feminista e  LGBTQIA), Fernanda Câncio (jornalista do Diário de Notícias e variadas vezes distinguida com prémios Arco-Íris e ex aequo), José António Marquina (proprietário do Finalmente Club), Luís Lobo Alves (produtor) e um representante da Câmara Municipal de Lisboa ainda a designar.

7 comentários

Comentar