Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Acompanha aqui o #orgulho2017

O comovente anúncio que está a emocionar os corações de casais do mesmo sexo. E não só (com vídeo)

Imagem Capa Redimensionada.png

O Banco da Austrália e da Nova Zelândia (ANZ Bank) publicou, recentemente, um vídeo emocionante, incentivando todos os casais do mesmo sexo a darem as mãos.

 

O vídeo mostra vários casais do mesmo sexo no seu dia-a-dia. Começa por mostrá-los de mãos dadas num passeio junto à natureza; no seu lar a partilhar as tarefas domésticas; num restaurante; no cinema e, ainda outro,

num autocarro. No entanto, também se mostra a tão habitual hesitação de segurar as mãos em público, levando os casais a rapidamente largarem as mãos sempre que alguém se aproxima ou demonstre desagrado. Com este vídeo o banco espera incentivar os casais, sempre que assim o entendam, a não largarem as mãos. É isto que se pode ver no final do vídeo: vários casais a manterem as mãos dadas desafiando, assim, os preconceitos da sociedade.

O pouco mais de um minuto e meio de vídeo recebeu elogios nas redes sociais. Muitos disseram que este vídeo era "bonito" e “os fez chorar”. Max Tweedle, um defensor da justiça social da Nova Zelândia, também comentou dizendo: "Isto é tão poderoso, tão importante e ainda assim tão difícil para mim como para o meu companheiro. Obrigado".

Através do anúncio esta instituição bancária reafirma o seu apoio ao Mardi Gras de Sidney, na Austrália, e ao Pride de Auckland, na Nova Zelândia.

Assiste ao vídeo aqui: 

 

O banco tem um longo historial de apoio à população LGBT. No início deste ano, republicou o seu logotipo empresarial renomeando-se GAYNZ Bank, em vez do habitual ANZ Bank, numa homenagem ao Gay and Lesbian Mardi Gras de Sydney, demonstrando assim o seu apoio para com a diversidade, a inclusão e o respeito por todos.

 

Fonte: Pinknews

Carlos Simões

 

Publicidade: