Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

“O mundo está cheio de pessoas assim” (com vídeo)

Festival Política.JPG

A primeira edição do Festival Política, marcado para os dias 21 e 22 de Abril, no Cinema S. Jorge, em Lisboa, tem como tema central o combate à abstenção.

 

Para promover o festival foi lançada um campanha intitulada “O mundo está cheio de pessoas assim”. Trata-se da primeira vez que é lançado em Portugal, a partir de um movimento da sociedade civil, um anúncio que pretende alertar os cidadãos para os efeitos da abstenção. No anúncio pode assistir-se a uma conversa de café - igual a tantas outras a que assistimos diariamente no nosso país. Em apenas um minuto duas pessoas conseguem abarcar uma série de preconceitos: racismo, misoginia, homofobia e xenofobia. 

A campanha arrancou esta quarta-feira nas redes sociais e no início da próxima semana passará na televisão (RTP3). Para além do filme de um minuto há quatro versões de 20 segundos, assinadas pela agência 004 (criatividade) e Krypton Filmes (produção). A realização é de Gonçalo Franco.

“Aceitámos este desafio por ser uma campanha necessária para combater um dos grandes problemas da nossa sociedade – a indiferença dos cidadãos relativamente à política, sobretudo na hora de decidir quem nos vai representar. Decidir quem vai decidir por nós é algo que não devemos abdicar”, refere João Vilela, produtor-executivo da Krypton Films.

João Gomes de Almeida, director criativo da 004, considera que:

"fazer esta campanha foi um enorme orgulho e um tremendo desafio. O que tentámos fazer foi dar um soco no estômago de quem visse este filme, tudo isto a partir de uma ideia muito simples: se tu te absténs e sabes que o mundo está cheio de pessoas sem os mínimos valores civilizacionais, então são estas pessoas que decidem por ti”.

 

O programa do festival inclui debates, workshops, exibição de filmes entre outros apontamentos. Destaque para: 

 

21 de Abril, 17h30:  debate “Como combater a abstenção”, moderado por Fernando Alvim e com a participação de João Pina (fotógrafo), Marina Costa Lobo (investigadora), Hélio Morais (músico) e Maria Flor Pedroso (editora de política).

 

21 de Abril, 18h30: Cara a Cara com deputados: Encontro entre os cidadãos e deputados representantes de todas as bancadas parlamentares. Durante cinco minutos, os participantes inscritos conversam com cada um dos sete deputados. Participam Sérgio Azevedo (PSD), Rita Rato (PCP), Heloísa Apolónia (PEV), Mariana Mortágua (Bloco de Esquerda), André Silva (PAN), Isabel Moreira (PS) e Ana Rita Bessa (CDS-PP). 

 

 

21 de Abril, 19h30: conversa “O voto obrigatório é uma solução? O caso brasileiro”, com Jair Rattner (jornalista) e Luanda Cozetti (cantora).

 

 

22 de Abril, 16h00: workshop: “A importância da transparência: como aceder à informação pública”, por Bárbara Rosa (jurista)

 

22 de Abril, 18h00: debate: Qual é o papel do jornalismo independente na democracia? O que é os media mainstream não nos contam? Na mesma mesa quatro projectos de jornalismo independente, para analisar o papel do jornalismo na construcção da democracia. Curadoria: É Apenas Fumaça. Participam: Pedro Santos (É Apenas Fumaça), Carla Fernandes (Rádio AfroLis), Diogo Cardoso (Divergente) e Guilherme Luz (Jornal Mapa).

 

22 de Abril, 17h30: Filme “Aristides de Sousa Mendes – un hombre bueno”, de Victor Lopes (Argentina, 2017) + conversa com realizador.

 

 

Programa completo em: http://festivalpolitica.pt/