Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Peça "Gisberta" volta a Lisboa. Seguem-se Figueira da Foz, Coimbra, Leiria e Porto (vídeo)

A multipremiada peça "Gisberta" está de regresso à capital. Desta vez o Cinema São Jorge recebe a actriz Rita Ribeiro para uma temporada que durará de 17 de Julho a 24 de Agosto. 

Recorde-se que numa primeira versão da peça, com a duração de apenas 15 minutos, o espectáculo estreou em 2013, no Teatro Rápido, em Lisboa, tendo alcançado um recorde absoluto de público. Devido ao sucesso foi dado seguimento ao espectáculo com a versão de uma hora tendo este circulado por várias cidades do país. A interpretação na peça valeu a Rita Ribeiro a nomeação como Melhor Actriz para os Globos de Ouro 2013, o prémio "Melhor Peça de Teatro" do site de notícias LGBT dezanove.pt e o Prémio Média da associação juvenil rede ex aequo.

No espectáculo, a actriz Rita Ribeiro interpreta a mãe de Gisberta, que vai relatando a um jornalista factos da vida do “seu menino”, desde a infância até o momento em que parte do Brasil em busca do seu direito de ser vista e respeitada como mulher. Esta mãe fala da sua dificuldade em aceitar as diferenças, e das várias tentativas de dissuadir o filho, ainda na adolescência, a não seguir um caminho por ela, e por muitos, considerado “anti natura”. 

A produtora EKA unity e a agência de actores Encena consideram esta peça "uma chamada de atenção e um apelo à tolerância face à diferença". O texto, mesmo sendo em grande parte ficcional, tem como base a história real do hediondo assassinato da transexual Gisberta que, em 2006, foi encontrada morta na cidade do Porto. Após 3 dias de intermináveis agressões físicas por parte de 14 menores, Gisberta foi atirada a um fosso onde acabou por sucumbir. O laudo da autópsia determinou morte por afogamento.

Em Lisboa as sessões serão de quinta a Sábado às 22 horas e aos Domingos às 17 horas.

As próximas actuações serão no dia 29 de Agosto no Casino da Figueira da Foz, a 3 de Outubro em Coimbra; nos dias 23 e 24 de Outubro em Leiria no Festival de Teatro 'Acaso'. Em 2015 a peça regressará à Cidade Invicta.