Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Porto Alegre também quer ser uma cidade para turistas LGBT

porto-alegre.jpg

Porto Alegre, a maior cidade do sul do Brasil, quer ser o novo pólo de atracção de turistas LGBT do país.

O projecto foi idealizado pelo secretário de Turismo de Porto Alegre, Luiz Fernando Moraes, que conta com o apoio da Embratur - Instituto Brasileiro do Turismo. O objectivo é tornar a cidade numa referência entre os destinos turísticos gay friendly do Brasil. Com esta nova estruturação, o Brasil passará a ter sete capitais a competir neste segmento: Rio de Janeiro, São Paulo, Florianópolis, Salvador, Brasília, Recife e Porto Alegre.

Numa primeira etapa, a Embratur organizou o seminário “Cenários do Turismo LGBT”, em parceria com a Associação Brasileira de Turismo para Gays, Lésbicas e Simpatizantes (Abrat GLS). O evento reuniu mais de 40 representantes da Abrat GLS, para além de agências de viagens, operadoras, cadeias hoteleiras e organizadores de eventos. Outra medida foi a formação de um Grupo de Trabalho, integrado por várias entidades de movimentos sociais e instituições.

A próxima fase será apresentar um programa estruturado a este público-alvo, com a finalidade de tornar a capital gaúcha uma referência entre os destinos turísticos identificados como gay friendly, quer pelas suas características de cidade no que respeita à diversidade, conquistas e direitos dessa comunidade, como pela qualidade dos serviços e boas práticas de acolhimento.

 

Perfil do turista LGBT

De acordo com o Departamento de Estado dos EUA, os turistas LGBT realizam, em média, quatro viagens por ano em época baixa, gastando mais com cultura, lazer, entretenimento e artigos de luxo. A duração da estadia é, em média, o dobro da do turista de outros nichos e 87% destes utiliza agências para programar as suas viagens. Os Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, Espanha e Argentina são, segundo a Abrat GLS, os maiores emissores de turistas LGBT para o Brasil e os principais atractivos são a Parada Gay de São Paulo e Florianópolis, o Carnaval do Rio de Janeiro e a vida nocturna das sete cidades promovidas pela Embratur e a Abrat.

Segundo o World Travel & Tourism Council, segmento do turismo LGBT cresce anualmente três vezes mais do que qualquer outro, com um ritmo anual de 10,3%, face a 3,8% do turismo em geral.

1 comentário

Comentar