Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

“Sempre tivemos uma grande química um pelo outro”

Casamento Jota e Jota gays.jpg

Jota e Jota mais do que namorados também já são casados. Há mais de 10 anos conheceram-se numa rede social gay, o então famoso Gaydar, separam-se, reuniram-se, casaram-se. Uma ligação muito forte de amizade, cumplicidade e respeito entre os dois é o segredo da sua relação, onde a família, os amigos e os animais têm um papel muito importante.

 

dezanove: Como e há quanto tempo se conheceram?

João e Jorge: A nossa história não é das mais românticas, mas a verdade é que nos conhecemos através de um site muito popular na época chamado Gaydar, em Dezembro de 2005. O João tinha acabado de regressar de Londres onde viveu cerca de 8 anos e eu, Jorge tinha acabado de terminar a minha Licenciatura em Medicina.

 

Assinalam de alguma forma a data desse aniversário?

Nunca demos muita importância a essa data porque a nossa relação foi crescendo ao longo dos meses. Estivemos juntos durante cerca de quatro meses altura em que terminamos a nossa relação. Ambos tínhamos acabado de sair outras relações e talvez por isso não estivéssemos preparados para um compromisso sério.  No entanto a nossa proximidade manteve-se acabando por desenvolver uma grande relação de amizade. Este período durou cerca de um ano. Durante esse ano tanto eu como o João tivemos outros “namoros”… A verdade é que essa separação nos fez aperceber o quanto éramos importantes um para o outro e num percurso um pouco atribulado acabamos juntos outra vez, e desta vez para sempre até hoje. Temos uma data importante, dia 30 de Junho de 2006, altura em que assumimos novamente o nosso namoro. Hoje em dia e ao final destes anos todos o dia mais importante das nossas vidas foi o dia do nosso casamento, dia 27 de Setembro de 2014.

Casamento Jota e Jota.jpg

Casamento Jota e Jota 3.jpg

Jota e Jota entrevista dezanove.jpg

Jota e Jota Casamento Gay.jpg

O que vos fez apaixonar?  

Sempre tivemos uma grande química um pelo outro. Mas a altura em que estivemos separados permitiu-nos criar uma ligação muito forte de amizade, cumplicidade e respeito entre os dois. Achamos ser esse o segredo da nossa relação. 

 

Como é a vossa relação com familiares e amigos?  

A família do João desde o início que sabia da sua homossexualidade e eu sempre fui bem aceite por todos. Em relação à minha família foi um processo mais demorado. Acabei por assumir a minha homossexualidade junto da minha família à medida que a nossa relação ia crescendo. A verdade é que o problema só existia na minha cabeça. O João rapidamente foi aceite por todos e ainda fez com que todos nos aproximássemos mais uns dos outros. Hoje temos uma relação familiar muito chegada a todos, e o casamento serviu para nos unir ainda mais. Realmente é um dia muito marcante nas nossas vidas e das nossas famílias. Os amigos sempre existiram e fazem parte da nossa história. Uns mais próximos que outros sempre estiveram presentes nas nossas vidas e sempre nos conheceram como casal. Nunca vivemos escondidos de amigos ou outras pessoas, incluindo os colegas de trabalho. 

 

Jota e Jota sexys.jpg

Como vêem a vossa relação daqui a um ano?

Igual à de hoje! Um ano nas nossas vidas é muito pouco! Quando pensamos no futuro perguntamos como estaremos daqui a mais 10 anos! Imaginamos que a nossa família esteja maior…com mais elementos! Este ano tivemos mais um cão, o Gaspar! Vamos ver o que os próximos 10 anos nos trazem! 

 

Já foram alvo de algum episódio de homofobia? Como lidaram com isso?

Não. Será que por sorte? Acho que sempre lidamos com a nossa homossexualidade de uma forma saudável e isso obriga os outros a terem uma atitude “normal” em relação a nós! Somos pessoas fáceis…simpáticos, bem dispostos e cheios de alegria! O dia em que fomos ao registo civil para iniciar o processo do casamento estávamos um pouco melindrados com a situação. Estávamos numa sala cheia de pessoas e claro todos se aperceberam do que se tratava. Acabamos por ser super bem tratados e até nos pediram desculpa porque os documentos estarem desactualizados referindo-se sempre a homem e mulher! 

 

Na vossa opinião o que faz falta a Portugal no que respeita à igualdade para pessoas LGBT?  

Achamos que falta ainda muita coisa! Sabemos que somos uns privilegiados! Vivemos numa cidade, rodeados de pessoas muito liberais, e por isso temos a sorte de poder marcar uma posição de uma forma fácil! Mas Portugal não é todo assim! Ainda há muito para fazer em relação a igualdade entre pessoas LGBT. A educação é o segredo do sucesso! Quanto mais informadas estiverem as pessoas em relação a este tema melhor será a forma como aceitam. Achamos que é importante existir e manter a marcha do dia do Orgulho LGBT. É um momento de visibilidade que esta comunidade tem perante a sociedade e deve ser aproveitado como tal. 

 

O que vão fazer no Dia d@s Namorad@s?

(Risos) Trabalhar! O único dia que tentamos festejar esse dia foi um fracasso! À última da hora decidimos ir ter um jantar romântico! Claro que correu mal porque não havia nenhum lugar disponível! Temos muitos momentos românticos na nossa relação e tentamos manter momentos só nossos. Mas este dia não nos diz grande coisa! Nunca perdemos o romantismo e são vários os momentos que recordamos. Pequenas surpresas que quebram a rotina. Um ou outro presente para apimentar as nossas vidas! Esses são os vários dias de namorados que temos ao longo dos anos! 

 

Fotos: João e Jorge

Entrevista de Paulo Monteiro

3 comentários

Comentar