Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Somos Blergh, o novo colectivo LGBTI+ no Porto

Somos Blergh.PNG

O Somos Blergh assume-se como colectivo de batatas que abordam temas sérios, de formas pouco sérias. Por acreditarem que nem tudo tem de ser tratado com super-seriedade, procuram combinar humor, sátira e activismo e com isso trazer várias causas à rua.

 

Nascido por acreditar que é possível falar de assuntos sérios, através do humor, começa a gerar controvérsia já a forma como pronunciar o seu nome, uma vez que não existe uma forma mais indicada de pronunciar “Blergh”. Por acreditarem na liberdade de cada um, os rótulos tomam um lugar secundário e afirmam que todos nós também podemos ser “Blergh”.

“Somos um grupo em que todas as decisões são tomadas de forma horizontal”, afirma uma das suas representantes, Mafalda Gomes, “Enquanto coletcivo tentamos abordar diferentes temas e chamar a atenção para os desafios enfrentados por diferentes minorias. Assim, cada membro do colectivo acaba por ser mais activo e responsável pelas temáticas que mais lhe interessam, colaborando conforme a sua disponibilidade nas diferentes actividades”.

O grupo dinamiza mensalmente uma conversa temática no café Ceuta. Nas Conversas Blergh são trazidas à discussão diferentes problemáticas da nossa sociedade como a discriminação étnica, as dificuldades do activismo no interior, a transexualidade, entre outros. Para tal, são convidados personalidades de referência no tema a abordar, abrindo-se depois o dialogo para discussão e reflexão a todos os presentes.

Este ano o colectivo contou também com presença activa nas Marchas de Orgulho LGBTI+ em Coimbra, Bragança e Faro e vai estar ainda presente nas marchas de Vila Real, Braga, Lisboa e Porto, com uma causa especial. Mais do que lutar pelos direitos de todas as pessoas da comunidade LGBTI+, este ano, o Blergh convida a sair à rua consigo todos os Bissexuais, “Por se tratar de um grupo que continua a sofrer de discriminação são só pela sociedade em geral, mas também pela própria comunidade LGBTI+, sendo muitas vezes esquecido”.

E desengane-se quem pensa que precisaram de muito tempo para conseguirem a posição de referência em que se encontram ao nível do activismo na cidade do Porto, pois o colectivo de activistas existe há menos de um ano. “A 9 de Junho teremos o nosso primeiro BlergFest, no qual iremos celebrar o nosso primeiro aniversário com quem se quiser juntar a nós”. O mesmo terá lugar no Trindade Bar, tendo a entrada o preço de 3 euros, com oferta de um BlerghShot, e muitas outras surpresas.

"Lutando activamente por mim, por ti, e por todas as batatas", é o mote que nos deixam os responsáveis do Blergh