Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

"The Royal Road" vence primeira edição do Queer Porto

The royal road.jpg

O júri da competição oficial, composto por José Capela, Rui Filipe Oliveira e Toby Ashraf decidiu atribuir o prémio para Melhor Filme a "The Royal Road", de Jenni Olson, um prémio no valor de 3000 euros atribuído pela RTP2, pela compra dos direitos de exibição do filme neste canal.

Segundo o júri: "Este enigmático filme-ensaio de Jenni Olson questiona paradigmas instituídos de representação, historiografia e linguagem cinematográfica. Produz uma colagem pessoal de imagens quase fotográficas de arquitectura e paisagens californianas, que parecem desprovidas de presença humana. Ao silêncio sobrepõe-se apenas a voz de Jenni Olson a falar sobre as suas amantes do passado, épocas esquecidas e clássicos da história do cinema norte-americano. "The Royal Road" testa os limites da linguagem cinematográfica de uma forma austera mas brilhante. Olson mistura discurso e animações didáticas, relatos de relações lésbicas e o pensamento de Brecht, reflexões sobre as guerras nacionais e comentários sobre personagens de filmes. Complexo no conteúdo, simples na forma e rigoroso no ritmo e na estrutura, "The Royal Road" é um belíssimo anti-filme invulgarmente fértil para o pensamento."

O júri decidiu ainda atribuir uma menção especial a "The Night", do novato Zhou Hao. Segundo o júri: "The Night" do realizador chinês de 23 anos Zhao Hao e dos seu colectivo de estudantes conta a história de um trabalhador sexual masculino numa terra de ninguém urbana e merece atenção pelo imaginativo e ambiencial trabalho de câmara, pelo uso quase mágico uso cinematográfico do espaço, e pelo terno e assertivo retrato das margens da sociedade realizado num contexto político repressivo."
O público do Queer Porto premiou ainda o documentário "De Gravata e Unha Vermelha", de Miriam Chnaiderman, com o Prémio de Público para Melhor Filme.
O Queer Porto 1 encerra assim com nota positiva esta primeira edição, que além dos filmes da competição oficial que foram exibidos no Teatro Municipal Rivoli, também contou com programas de curtas-metragens, vídeo-instalações e performances que passaram pela Mala Voadora, Maus Hábitos e Galeria Wrong Weather. Ao todo foram exibidos 28 filmes de 13 países.

O Queer Porto 2 decorre de 5 a 9 de Outubro de 2016.