Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

(A)MAR: Açores pela Diversidade, o primeiro centro de apoio à população LGBTI

pjimage.jpg

No Dia Internacional de Luta contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia, o passado dia 17 de Maio, foram abertas as portas do primeiro centro de apoio à população LGBTI da Região Autónoma dos Açores.

O projecto (A)MAR – Açores pela Diversidade –, uma iniciativa de profissionais da área social, da saúde, da cultura e da investigação, tem como objectivo principal dotar os Açores de instrumentos para o combate à discriminação em razão da orientação sexual, identidade e/ou expressão de género. Este apresenta-se, assim, como o primeiro programa e serviço especializado na Região, constituindo-se como um marco assinalável para a comunidade LGBTQI+ em Portugal. 

O centro (A)MAR é parte integrante da APF Açores (a sua “casa mãe”) e ergueu-se graças à estreita colaboração com entidades nacionais e regionais açorianas. Localizado fisicamente na ilha de S. Miguel presta apoio a todas as nove ilhas açorianas. A sua criação adveio da falta de apoio à comunidade LGBTI nos Açores, uma lacuna que levou Cláudia Varejão (cineasta e fotógrafa) a lançar este projecto em parceria com uma equipa de várias mulheres oriundas de várias associações para combater a discriminação no meio conservador das ilhas e para que amar seja uma matriz, independentemente das diferenças, ou melhor, das diversidades que nos caracterizam.
Além do centro de apoio LGBTI, um espaço seguro para quem precisar de falar, receber apoio psicológico e, quando necessário, ser encaminhado/a para outras áreas de intervenção específica; este projecto constitui a primeira rede de associações, IPSS e municípios regionais nos Açores, ao mesmo tempo que tem parceria com várias entidades a nível nacional, articulando-se sinergias e partilhando-se informação e serviços. De igual forma, possui uma linha de apoio telefónico (911102363) e serviços de consultadoria. Tendo a igualdade e os direitos humanos como valores centrais, o centro (A)MAR pretende, igualmente, organizar projectos e actividades informativas e de sensibilização e criar uma rede regional de combate à discriminação de pessoas LGBTI.
No site https://amarpeladiversidade.pt/
este centro relembra que a sua actuação aproxima a Região Autónoma dos Açores à Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação (2018-2030) e afirma representar-se como um vector de desenvolvimento social que respeita a diversidade: “Acreditamos numa insularidade inclusiva e em rede com os seus pares. O centro (A)MAR é uma ilha aberta para o mundo.”

 

Mariana Vilhena Henriques