Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Campanha de sensibilização: "Não estás só. Quando não acreditares, NÓS lutamos contigo!"

DSC_25961656280822644.jpg

Não estás só. Quando não acreditares, NÓS lutamos contigo! o slogan escolhido pela comissão organizadora da 17ª Marcha do Orgulho do Porto para celebrar o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ (Gays, Lésbicas, Bissexuais, Pessoas Trans, Queer, Pessoas Intersexo e Assexual), alusiva à revolta de Stonewall ocorrida em 1969.

A data de 28 de Junho é relembrada, desde então, por manifestações e eventos por todo o mundo que expressam o orgulho em assumir a orientação sexual e a identidade de género.

No passado sábado mais de 10.000 manifestantes ocuparam as ruas do Porto para reivindicar direitos iguais e despertar a consciência social.

De acordo com o estudo nacional sobre necessidades das pessoas LGBTI e sobre a discriminação em razão da orientação sexual, identidade e expressão de género e características sexuais da CIG (Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género) “a discriminação contra as pessoas de minorias sexuais e de género é ainda frequente em diversas situações e momentos do seu ciclo vital. Em Portugal, embora se registem progressos assinaláveis no patamar legislativo em diversos domínios (e.g., parentalidade, saúde, etc.), são ainda consideráveis os desafios impostos pela discriminação que as pessoas LGBTI+ enfrentam nos vários contextos em que se se movem ao longo da sua vida." 

 

"Esta campanha de sensibilização pretende, por um lado, demonstrar as violências a que estão sujeitas as pessoas Queer e por outro, ser uma mensagem de esperança para todas as pessoas que enfrentam sozinhas a discriminação, relembrando-as que somos uma comunidade unida e solidária. 2022 é o ano em que se celebra mais dias em Democracia do que em Ditadura. Lembramos e celebramos todas as pessoas LGBTQIA+ que viveram e sobreviveram à ditadura, pessoas que foram criminalizadas, perseguidas, silenciadas e oprimidas. Não nos esquecemos do nosso passado e lembramos que esta realidade não terminou para muitas pessoas, a quem o direito à dignidade continua a ser sistematicamente negado. Erguemos assim os nossos cravos e reivindicamos todos os Direitos que nos são devidos e por inteiro. A nós não nos serve respeito, aceitação e dignidade pela metade. Não vivemos pela metade, queremos viver por inteiro!" refere a organização da MOP em comunicado enviado às redacções.

Assiste aqui:
  

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Marcha do Orgulho LGBTI+ Porto (@orgulhoporto)