Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Centenas marcharam pela Visibilidade Trans em Lisboa e Porto. Em Lisboa recusou-se hastear bandeira

IMG_20220331_183602_126.jpg

Esta quinta-feira, 31 de Março, celebrou-se o Dia da Visibilidade Trans. Em Lisboa e Porto centenas saíram às ruas reivindicando mais visibilidade, mais Saúde e menos estigmatização.

Em Lisboa os manifestantes convocados pelas associações Projecto Anémona, Trans Missão, Acção pela Identidade, Casa T e rede ex aequo marcharam da Praça Luís de Camões até à Praça da Figueira. Pelo caminho entoaram palavras de ordem.

 

No manifesto de protesto estão patentes duras as críticas às situações vividas pelas pessoas trans em Portugal: 

IMG_20220401_195314.jpg

IMG_20220401_192929.jpg

IMG_20220401_192956.jpg

IMG_20220401_193024.jpg

IMG_20220401_193151.jpg

IMG_20220401_193223.jpg

IMG_20220401_193246.jpg

IMG_20220401_195341.jpg

Em Lisboa o dia ficou marcado pela polémica ausência da bandeira trans no edifício dos Paços do Concelho depois de em reunião camarária ter sido decidido que a mesma seria hasteada. Em protesto pela falta desta acção do executivo liderado pela coligação PSD/CDS-PP, alguns vereadores dos partidos Livre, Cidadãos por Lisboa (CPL), Partido Socialista (PS) e Bloco de Esquerda (BE) decidiram içar a bandeira no edifício dos gabinetes de vereação que se situa na mesma Praça do Município. 

 

Já no Porto o protesto concentrou-se junto à Praça Dom João I. No local uma multidão maioritariamente de uma faixa etária bastante jovem ouviu discursos e também se fez ouvir. 

 

Vê a reportagem no Instagram do @dezanovept

 

Álbum de fotos das Marchas em Lisboa e Porto aqui.

 

Em actualização...