Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Como foi o 25 de Abril em Santarém

 

Santarém 25 abril lgbti

“A Revolução não foi feita para prostitutas e homossexuais” – foi a citar o Coronel Galvão de Melo, com que Lila abriu o concerto dos Fado Bicha em Santarém, na noite de 24 de Abril.

O concerto decorreu no Convento de São Francisco, a propósito das comemorações do 25 de Abril e apesar de Lila ser do Ribatejo, foi a primeira vez que teve oportunidade de actuar na região.

Fado bicha Santarém

Foi um concerto marcado por muita cor, animação e um discurso poderoso e muito assertivo por parte dos Fado Bicha. Mas foi também significativamente simbólico para as pessoas LGBTQIA+ da zona, tudo o que este evento significou e representou, sendo alguns membros da Marcha do Orgulho de Santarém (MOS) estiveram presentes, envergando bandeiras arco-íris.

279073517_710132697105131_6107668880133607483_n.jp

279022667_710132780438456_2311164221527293065_n.jp

IMG_1844.jpg

cb9b37b9-6187-449b-a730-2143048763b5.jpg

No dia 25 de Abril, também pela primeira vez, decorreu na cidade de Santarém uma Marcha de celebração do 25 de Abril. A iniciativa é de louvar e pensa-se que seja para repetir. No entanto, o percurso não passou pela estátua de Salgueiro Maia, figura crucial na e para a Revolução dos Cravos. Alguns membros da MOS estiveram presentes envergando bandeiras arco-íris, na expectativa de marcar um ponto de viragem num concelho tão conservador.
"Que estas iniciativas sejam o início de uma época mais colorida e inclusiva para todas as pessoas" é o desejo de quem esteve presente. Lembrando a citação com que se iniciou este artigo, terminamos o mesmo defendendo que: a revolução fez-se para todes!

 

Jéssica Vassalo e Paula Monteiro