Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Como são as famílias arco-íris que vivem em Portugal? Mag Rodrigues fotografou-as e nós vamos poder vê-las!

Catarina, Nuna e Solange

Catarina, Nuna e Solange

Foi através de um artigo de jornal (P3) que a Mag Rodrigues se apercebeu que um fotógrafo belga, Bart Heynen, estava a fotografar famílias de pais homossexuais, famílias homoparentais. - “Minutos depois fiz uma open call que teve uma adesão fantástica.”

 

 

Até então, em Portugal, só havia um trabalho destes, datado de 2012, conta-nos.

Com o projecto “FAMÍLIA”, Mag pretende mostrar-nos esta realidade: famílias LGBTI+, que estão espalhadas pelo mundo, mas que não são nem vistas nem representadas. Mag procura desconstruir estereótipos e preconceitos associados às famílias arco-íris. “Nos alicerces básicos de uma família, em nada se distingue de outra família- são adultos a quererem criar crianças, a quererem educar crianças. E por isto não merecem qualquer tipo de preconceito.”

Até ao momento, Mag fotografou 20 famílias em Portugal, todas elas diferentes, com pessoas com várias identidades de género, com diferentes tons de pele e também de diferentes origens.

Naára e Kaway

Naára e Kaway

 

Nesta fase de produção, todas as histórias a sensibilizaram. Mag tentou encontrar uma amostra de famílias porque - “existem famílias em que só há um pai ou só há uma mãe, ou há uma figura adulta não binária. E depois existem as famílias que são casais homossexuais. Para estas famílias terem filhos têm de fazer um caminho muito árduo.”

No próximo mês de Setembro, no espaço Santa Catarina, em Lisboa, vai haver uma exposição com o apoio da ILGA Portugal. A fotógrafa pretende ainda levar este mesmo projecto até às escolas e transformá-lo em livro.

 

Jéssica Vassalo

 

1 comentário

Comentar