Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

"E agora faz ainda mais sentido marchar, neste tempo em que caem as máscaras dos fascistas sedentos de poder"

Samuel Pimenta.png

Hoje é a primeira marcha LGBTI+ em Santarém. Acontece online e não na rua, como planeado.

 

Mas acontece, como inicialmente previsto. E eu estou na marcha, como inicialmente previsto. Porque sou de Santarém e gay. Porque caminho de mãos dadas com todas as pessoas da minha comunidade LGBTI+. Porque caminho e caminharei sempre pelos Direitos Humanos, pelo direito de todas as pessoas serem quem são. Porque caminho pelos ideais de Abril, que de Santarém marcharam a Lisboa. Porque caminho para que jovens e crianças possam passar pelas escolas de Santarém (e do mundo!) com segurança e protecção - coisa que eu não tive, estando sujeito ao bullying homofóbico em todas as escolas por onde passei, com agressões físicas e verbais.

Porque caminho para que todas as pessoas LGBTI+ possam expressar-se livremente e sem medo, desde a demonstração de afecto a quem amam à maneira como escolhem vestir-se.

Samuel F Pimenta.jpg

Porque caminho por um pensamento e uma libertação LGBTI+ no e do espaço rural, reivindicando as vidas que ainda hoje estão à margem nestes espaços, em silêncio e com medo, e as vidas que se visibilizam corajosamente, abrindo caminho para que mais pessoas o façam e assim reconfiguram as comunidades locais. Porque caminho pelo fim do patriarcado e das mortes que ele provoca, a violência, o machismo, o racismo, a xenofobia, a LGBTIfobia, a perseguição, a discriminação, o preconceito, a injustiça. Porque caminho para reafirmar que a Terra é SIM um lugar maravilhoso onde o que prevalece é o Amor, mesmo que nos queiram convencer do contrário.

E agora faz ainda mais sentido marchar, neste tempo em que caem as máscaras dos fascistas sedentos de poder que ainda pairam por aqui e que à primeira oportunidade farão de tudo por nos limitar nos nossos direitos. Nos direitos conquistados para todas as pessoas. Por isso nos recusaremos sempre a viver com medo, mesmo que nos queiram escondid@s, mesmo que preferissem que não existíssemos. Por isso marchamos! Somos filh@s da Terra e temos toda a soberania para aqui estarmos, em todos os espaços, sejam públicos ou privados.

Por isso marchamos! Com orgulho, sempre! Pois as nossas cores e a força do Amor prevalecem.

 

Alcanhões (Santarém), 9 de Maio de 2020

Samuel F. Pimenta

Poeta e Escritor