Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

É o primeiro Secretário de Estado a revelar ser casado com um homem. Fê-lo para combater o preconceito

image.jpeg

É o primeiro Secretário de Estado a revelar ser casado com um homem. Fê-lo para combater o preconceito. 

 

André Moz Caldas, Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, revelou numa entrevista à revista da Universidade de Lisboa, ser casado com outro homem. “Sou o primeiro membro do governo casado com uma pessoa do mesmo sexo e não faço alarde público, mas também não sinto que seja apenas um aspeto da minha vida pessoal”.

É para ajudar a combater um preconceito que ainda existe – “não sei porque é que a homofobia existe, é um jugo do qual a sociedade se libertará, mas há ainda algum caminho para lá chegar" – que partilha agora a sua orientação sexual. Aos 38 anos, André Moz Caldas que também é assistente convidado da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, espera que o seu exemplo possa mostrar a outros jovens portugueses que “não estão condenados a um ostracismo”. “Se houver um jovem que, pelo meu exemplo, se possa sentir mais livre para viver a sua orientação sexual abertamente, eu ficaria muito feliz.”

Na mesma entrevista, o secretário de Estado admite que nunca se sentiu “vitimizado” pela sua orientação sexual, mas reconhece que o facto de viver num “contexto social e familiar progressista”, em Lisboa, fez com que não tivesse vivido as experiências negativas pelas quais outros homossexuais passam. “Quem pertence a uma minoria tem de ter uma grande energia para se dar permanentemente ao respeito”, considera.

Também em 2017, Graça Fonseca, actual Ministra da Cultura, revelou numa entrevista a sua orientação sexual.