Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Filho do Super-Homem é bissexual

b2e8b9db1d005e2496cf470f15a4158b-754x394.png

A bissexualidade ganha visibilidade.

A notícia da semana é sem dúvida a criação de uma nova história do Super-Homem. Jon Kent, filho de Clark Kent, pretende ser um super-herói pertencente à Comunidade LGBTQIA+.

A história irá integrar o quinto livro a ser lançado em Novembro, da série onde o protagonista, Jon Kent será bissexual e terá um relacionamento homossexual. A empresa DC Comics pretende tornar a personagem mais inclusiva para os leitores da comunidade, justifica.

O relacionamento amoroso vai acontecer entre Jon e Jay Nakamura - um jovem jornalista de cabelo rosa e óculos. O super-herói irá passar por um esgotamento mental e físico por tentar salvar toda a gente que consegue e é no amigo que irá encontrar conforto.

Jon será um super-herói que luta contra os problemas da actualidade. Em histórias já publicadas, o filho de Clark Kent enfrentou fogos florestais causados pelas alterações climáticas, evitou tiroteios em escolas e participou em manifestações contra a deportação de refugiados.
A decisão de tornar o filho de Clark Kent bissexual tem tido nas redes sociais uma reacção maioritariamente positiva.

 

banner opiniao_Miguel Rodeia (1).jpeg

Este tipo de adaptações/transformações em clássicos, seja banda desenhada seja cinema, passam-me ou pouco ao lado porque quando vejo sempre o recurso ao universo LGBTQIA+ como estratégia puramente comercial.

Neste caso em particular, congratulo-me com a ideia da personagem ser bissexual. Ser gay, seria mais evidente e cópia de coisas que já foram feitas.
Esta história vai passar, sobretudo que um homem (neste caso um jovem) não tem de hétero ou gay - pode ser bissexual.

Esta história traz a bissexualidade para a discussão.
Veremos que consequências desta história trará à nossa comunidade, mas acredito numa influência positiva para mais jovens se sentirem mais à vontade de assumirem a sua bissexualidade.

Miguel Rodeia