Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Já há data para marchar em Lisboa (e na Avenida da Liberdade!)

marcha lisboa.jpg

Depois de interrompida por um ano devido à pandemia,  a organização da Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa anuncia a data de 19 de Junho de 2021 para a sua 22ª edição. Este ano a marcha retorna à Avenida da Liberdade depois de se ter realizado nos últimos anos no eixo Príncipe Real-Cais do Sodré.

 

A organização composta por diversas associações e colectivos é cautelosa: o uso de máscara, desinfectante, distância de segurança de 2 metros e o apelo ao cumprimento da distância de segurança são as recomendações efectuadas.

"Depois de um ano marcado pelo aumento da precariedade e da discriminação de várias minorias, em que suspendemos algumas liberdades em prol da segurança, a Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa vem relembrar que a luta pelos direitos de todas as pessoas continua viva, desconfinada e com toda a força. Ocuparemos as ruas da cidade para que a nossa voz se faça ouvir uma vez mais, celebrando o que conquistámos e lutando pelo que há por conquistar. No dia 19 de Junho de 2021, às 18 horas, cumprindo todas as medidas de segurança recomendadas pelas autoridades de saúde, marcharemos pela Avenida da Liberdade, desde a Praça do Marquês de Pombal até à Praça dos Restauradores. Mesmo com máscara, a nossa voz não será silenciada, nem os nossos rostos serão apagados. Junta-te a nós!" é o apelo feito por 14 organizações da comissão organizadora, a saber: AMPLOS, APF Lisboa, Tejo e Sado, GAT - Grupo de Ativistas em Tratamento, GTP (Grupo Transexual Portugal), ILGA Portugal, Lóbula, Opus Diversidades, Panteras Rosa, PolyPortugal, Por Todas Nós, QueerIST, Queer Tropical, rede ex aequo, TransMissão.

Recorde-se que em 2020 a organização da Marcha do Orgulho de Lisboa traçou como objectivo auxiliar as pessoas da comunidade LGBTI+ mais afectadas pela pandemia. Foram ajudadas 70 pessoas.

A imagem da marcha deste ano pertence a Luís Covas.