Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Publicidade

Os destaques LGBTI+ do FITEI

 

FITEI Teatro LGBTI.jpg

 

O FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica está de regresso, entre 1 e 16 de Maio, com um programa misto – presencial e digital – que inclui 14 espetáculos presenciais e dez online, dos quais sete são estreias absolutas e sete estreias nacionais.

 

A 44ª edição do festival vai passar por Viana do Castelo, Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos  e Viseu e ainda online em  www.fiteidigital.pt.

Destaque para dois espectáculos que poderão interessar aos leitores do dezanove.pt:

 

Qué locura enamorarme yo de ti

GABRIELA WIENER & MARIANA DE ALTHAUS (Perú)

Estreia nacional

(Espetáculo de abertura do festival)

1 de Maio, 11h00, Teatro Municipal Sá de Miranda (Viana do Castelo)

7 de Maio, 19h30, Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery

Uma inesperada “crise de casais” – assim, no plural, já que a autora pertence a dois – estala em plena fase pós-parto com um bebé de meses coletivizado, na primavera do amor livre, e com uma cama de 4,5 metros mandada fazer por medida (para três, mas cabem cinco) a ocupar o centro da teoria e da vida. A falsa celebridade do poliamor pagará um preço alto pela sua pouco trabalhada não-monogamia, a má autogestão dos afetos e a promíscua falta de ética. Enquanto o público, na sala, vê nascer o messias do poliamor numa piscina insuflável, damo-nos conta de que o único local seguro que nos resta é uma canção de Eddie Santiago.

+Info: http://www.fitei.com/PT/evento/que-locura-enamorarme-yo-de-ti-teatro-municipal-sa-de-miranda-2021/

 

Manifesto Transpofágico

de RENATA CARVALHO (Brasil)

Estreia Nacional

Online: 14 de Maio, 21h00

Disponível durante 48h em FITEI DIGITAL e TMP Online

Manifesto Transpofágico é a transpofagia, da transpologia de uma transpóloga. “Hoje eu resolvi vestir-me com a minha própria pele. O meu corpo travesti” Renata “veste se” com seu próprio corpo para narrar a historicidade da sua corporeidade. “O meu corpo veio antes de mim, sem eu pedir. Ele é mais velho do que eu”. Renata alimenta-se da sua “transcestralidade”. Come-a, digere-a. Uma transpofagia. “Da minha história ou minhas histórias ou nossas histórias, a maioria são iguais”. Renata narra a construção social e imagética do corpo transgénero, a sexualização, os estereótipos, a transfobia estrutural, a criminalização, o encarceramento em massa, a violência, a patologização que permeia esses corpos, como o dela. A vivência Travesti. Convida-nos a olhar, a observar, a ver o seu corpo Travesti. Traz-nos o seu corpo em primeira pessoa. O Corpo Travesti como um experimento, uma cobaia. É uma Travaturgia, uma escrevivência. Um manifesto de um Corpo Travesti. Letreiro pisca TRAVESTI. TRAVESTI. TRAVESTI. - Renata Carvalho

+Info:  http://www.fitei.com/PT/evento/manifesto-transpofagico-fitei-digital-2021