Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Presidente da Distrital de Lisboa do CDS contra passadeiras arco-iris

joao.jpg

Personalidades do CDS estão contra a iniciativa do próprio partido de pintar com as cores do arco-íris passadeiras na avenida Almirante Reis, de forma a que a freguesia de Arroios assinale o Dia Internacional de Luta Contra a Homofobia e Transfobia.

O vereador João Gonçalves Pereira, número dois da lista Nossa Lisboa liderada por Assunção Cristas, foi lacónico num curto comentário que publicou no Facebook: “Peço desculpa, mas não subscrevo”. Gonçalves Pereira é também presidente da Distrital de Lisboa do CDS.

Outra voz que se fez ouvir nas redes sociais foi a do psicólogo Abel Matos Santos. O membro da Comissão Política Nacional do CDS pede inclusive a demissão de Frederico Sapage Pereira, um dos subscritores da proposta aprovada esta segunda-feira na Assembleia de Freguesia de Arroios. “A líder tem de tomar posição sobre estas coisas, aliás como já fez o Presidente da Distrital de Lisboa! E o autor da proposta é aliás mais do que um eleito, é um assessor da Junta de Freguesia da Avenidas Novas, nomeado pelo CDS, e com um cargo na coordenação das estruturas autárquicas de Lisboa do CDS. Aliás, deveria ser imediatamente demitido”, considera Abel Matos Santos. Sapage Pereira é assessor do pelouro de Intervenção Social do Executivo da Junta de Freguesia das Avenidas Novas, membro da Assembleia de Freguesia de Arroios e conselheiro nacional do CDS.

 

1 comentário

Comentar