Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

"Quando me olho ao espelho"

Bernardino Costa

Quando nascemos não sabemos nada do mundo. Não sabemos nada de relações humanas. Não sabemos nada acerca de nós próprios.

 

Eu fui seguindo o meu caminho e sempre soube que as dificuldades são importantes, importantes porque me fazem limar as arestas necessárias e aprender a lidar com tudo o que se meter no meu caminho. O amor próprio é o amor mais difícil de conquistar. O mais difícil de sustentar e o mais difícil de alimentar. Todos os dias são uma batalha para mim. Olhar ao espelho e aceitar o que está reflectido é o acto de maior amor a mim mesmo que alguma vez poderei dar. A sociedade tem os seus padrões e não os podemos negar. Podemos sim contrariá-los e seguir o nosso próprio padrão. Porque o meu padrão é ser feliz! Eu não tenho medo de ser diferente, de ser eu próprio. Porque assim vou ser aquilo que mais admiro nas pessoas, vou ser fiel.

Ser feliz é uma constante batalha, uma batalha diária que exige muito esforço, não adianta dizer o contrário. Vai doer, vai ser desgastante, vais até sentir vontade de desistir. Acordar todos os dias e perceber que o mais importante somos nós é talvez a tarefa mais difícil nos primeiros tempos, mas a recompensa tão gratificante que recebemos depois de vencermos tudo isso traz-nos uma sensação de plenitude no nosso espírito e uma sensação de tranquilidade nunca antes sentida.

O nosso relacionamento com as redes sociais têm de mudar, a nossa perspectiva para com a nossa presença nas redes sociais têm obrigatoriamente que ter uma mudança. Não podemos cair no erro de comparações constantes para com os outros. Vão existir sempre os dois lados da moeda: os que gostam e nos acham atraentes, os que não gostam e não nos acham nada atraentes. Isso está errado? De forma nenhuma… o que está errado sim é permitirmos que a nossa mente se deixe influenciar pelas opiniões dos outros.

Olha para ti, percebe-te, resolve-te e depois sim alimenta o teu ego e o teu amor próprio. Quando o fizeres nada mais te deitará abaixo!

 

Bernardino Costa é colaborador do dezanove

 

1 comentário

Comentar