Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Regina, a rainha do Eurodance (com vídeos)

68641831_2512667612122835_8582016626516295680_n.jp

Ela nasceu em São Paulo, mas há décadas vive na Itália, onde consolidou uma bem sucedida carreira como cantora de eurodance (dance music produzida na Europa). Regina Saraiva não é a única brasileira a fazer sucesso no exterior no cenário dance, mas é uma das poucas que canta de verdade, tendo uma belíssima voz.

 

Ao contrário de cantoras como a Corona (cujo os maiores hits da carreira não foram gravados por ela mas por outras cantoras profissionais em estúdio), Regina não só é a voz oficial de suas músicas como também já emprestou os seus vocais para outros grupos.

Em 1997, uma música projetária Regina para o mundo inteiro, “Day by Day”, que fez um enorme sucesso no mundo inteiro, inclusive nos Estados Unidos alcançando a 11# na Billboard Magazine's Hot Dance Music/Club Play. Já na Europa, a canção ficou no topo das paradas, se tornando a melodia da parada gay italiana na ocasião.

 

A cantora que já vinha de um sucesso no ano anterior com a música Killing Me Softly, emplacou logo de imediato Day by Day, cujo o videoclipe foi censurado em alguns países europeus por ter uma cena homo afetiva entre 2 homens, e fez com que o rebuliço em torno da música aumentasse ainda mais.

Aos 51 anos de idade, Regina retornou ao Brasil para alguns shows em discotecas de São Paulo, relembrando seus antigos sucessos e também apresentando novas canções. Vivendo em Milão, ela não pensa em deixar o país onde ganhou fama e reconhecimento com a sua poderosa voz em canções como "Stranger In Paradise" (Feat. X Pone), "Killing Me Softly", "Close The Door" e "What Can You Do", Day by Day, seus maiores êxitos no cenário musical "dance".

 

O início

Muito antes de migrar para o continente europeu, Regina Saraiva participou como modelo do videoclipe da música “Podres Poderes” do cantor e compositor brasileiro Caetano Veloso. Em 1989, ela troca o Brasil pela França, se instalando em Paris, onde integrou o grupo de dança Forbidden Fruit, sendo dançarina de ritmos brasileiros. Após 4 anos na cidade luz, ela desembarca definitivamente na Itália, onde se envolve no meio musical da italo house, não demorando muito para se tornar a rainha da dance music.

 

Sucesso mundial

Durante 3 meses, Killing Me Softly foi o disco mais vendido na Itália, superando até mesmo a versão do grupo de hip hop Fugees que havia regravado a música no mesmo ano. No ano seguinte (1997) veio "Day By Day", que fez um sucesso ainda maior, sendo uma das canções mais tocadas no Brasil e no mundo, sendo lançado em diversas coletâneas dance na época.

 

Devido ao enorme sucesso de Day by Day, não demorou muito para ela ser tocada nos Estados Unidos, alcançando uma ótima posição na Billboard's Hot Dance Music, trazendo reconhecimento para a cantora brasileira.

Junto com o êxito, veio também a polêmica, já que no videoclipe havia cenas de um beijo gay, algo que foi reprovado no Vaticano, fazendo com que o clipe fosse censurado, no Youtube consta somente a versão editada.

Com "Day By Day", Regina viajou o mundo todo, ganhando fama e reconhecimento e chegou a fazer até um turnê pela Europa que contava com estrelas como Martha Wash.
Outro hit na carreira da brasileira foi "Stranger In Paradise" porém a canção fez mais sucesso no Brasil, Espanha e Japão do que na maioria dos países da Europa, apesar de ser uma ótima melodia para dançar.

Outros sucessos vieram depois, como "What Can You Do" , "Close The Door" , "I Wanna Be Free" , e "Let You Body" e "Ibiza Vibe". A brasileira é uma artista completa, pois também é compositora, sendo uma de suas canções Tough Girl, um big hit em vários países.

Lançada em 1994, a música logo de cara fez um grande sucesso, a cantora Maria Capri deu voz a canção com sensacionais batidas dançantes. No brasil, a música fez tanto sucesso que fez parte da trilha sonora da novela brasileira  A próxima vítima exibida em 1995. Um sonho realizada para Regina, que desejava há tempos ter uma música sua na trilha sonora de alguma novela no Brasil.

 

Artista poliglota

Com quase 30 anos de carreira, Regina tem experiência de sobra quando o assunto envolve eurodance, e se não bastasse o talento para cantar e compor, ela é também poliglota, sendo fluente nos idiomas espanhol, inglês, italiano e claro português.

Ela é também atriz e dançarina, tendo feito parte de um coral gospel bastante conhecido na Itália, onde é muito famosa e presença constante em shows e programas de TV.

 

Shows no Brasil

Apesar de ter nascido no Brasil, Regina se apresentou pela primeira vez ao vivo no país, cantando seus famosos hits para o público brasileiro que marcou presença, nas discotecas em São Paulo.

Resta torcer para Regina também se apresentar em Portugal, levando sua alegria e talento para o público português.

 

André Araújo, jornalista e consultor de turismo. Colaborador do dezanove.pt a partir do Brasil