Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Rose deixou-nos com apenas 15 anos

pexels-alex-green-5700205.jpg

Uma jovem trans de 15 anos e estudante na Escola Secundária Camilo Castelo Branco, em Vila Real, terá pedido para ir à casa de banho durante uma aula.

Rose apareceu depois morta num vale da cidade de Vila Real esta terça-feira.
Relatos nas redes sociais referem que Rose, que ainda não podia ter feito a alteração do seu cartão de cidadão, não se sentiria totalmente compreendida e aceite no seio familiar devido à sua identidade de género e seria alvo de bullying no meio escolar.
Vários relatos em grupos nas redes sociais insurgem-se contra os comentários transfóbicos de que está a ser alvo, mesmo após a sua morte.
Uma publicação que está a ser partilhada nas redes sociais de pessoas LGBTI+ questiona:
"Não é justo continuarmos a ver miúdos cheios de traumas oriundos do bullying que sofrem diariamente no contexto escolar!
A diferença de géneros não deveria ser entrave de viver, a orientação sexual de alguém não deveria continuar a ser um incómodo para quem não está no corpo de quem é homossexual, bissexual ou seja o que for!
Até quando estes temas não vão ser alvo de abordagem nas escolas? Procurando amainar a situação desde pequenos para que não se tornem adultos vis e cruéis!" 

Recorde-se que um estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos, publicado em Novembro passado, dava conta que 23% dos jovens já tiveram pensamentos ou actos suicidas e que 26% toma ou já tomou antidepressivos.

 

Se estás a ler isto e estás a atravessar um período complicado não te isoles.
Se alguém em teu redor não te parece bem mostra-te disponível para ouvir e conversar sem julgar. Recomenda informação de associações LGBTI+ e contactos úteis como os da lista abaixo:


Linhas de apoio e de prevenção do suicídio em Portugal
SOS Voz Amiga
213 544 545 - 912 802 669 - 963 524 660 (das 16h às 24h)
Linha Verde gratuita - 800 209 899 (das 21h à 24h)

Conversa Amiga
808 237 327 - 210 027 159 (das 15h às 22h)

Voades - Vozes Amigas de Esperança
222 030 707 (das 16h às 22h)

Telefone da Amizade
228 323 535 (das 16h às 23h)

Voz de Apoio
225 506 070 (das 21h às 24h)

SOS Estudante
915246060 - 969554545 - 239484020 (das 20h à 1h)

Todas estas linhas são de duplo anonimato — garantido tanto a quem liga como a quem atende. Para encaminhamento, a linha do SNS24 (808 24 24 24) é assumida por profissionais de saúde.

 

6 comentários

Comentar