Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Uma perseguição sem fim à vista: uma história recente da comunidade LGBTQI na Alemanha

Casal lésbico a dançar no Eldorado, 1929.

O pós I Guerra Mundial veio apresentar uma nova era urgente para a Alemanha traduzida na República de Weimar (1918-1933), onde a comunidade LGBTQI inseriu-se num contexto social de relativa calmaria e acolhimento. A par dos «loucos anos 20», desenvolveu-se uma subcultura gay excepcional na cidade de Berlim, «a capital homossexual da Europa».

 

UEFA rejeita iluminação do Allianz Arena com cores do arco-íris, mas a Alemanha irá iluminar-se na mesma

Allianz Arena Munique (1).PNG

No passado dia 20 de Junho, soube-se que a Câmara Municipal de Munique propôs iluminar com as cores da bandeira LGBTI+ o estádio Allianz Arena, onde irá decorrer o jogo do Euro 2020, entre a Alemanha e a Hungria, na próxima quarta-feira. A iluminação  com as cores do arco-íris pretendia demonstrar solidariedade com a população da Hungria, depois do parlamento húngaro ter aprovado uma nova legislação anti-LGBTI+.

IDAHOT - A 17 de Maio quebramos o silêncio!

Daniel Santos Morais.png

IDAHO [1] para IDAHOTB [2] ou IDAHOBIT [3], variam os acrónimos manifestados por quem, livremente, celebra o Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia, num grito de luta contra a violência e discriminação sofridas pelas pessoas LGBTI+.

 

 

Refugiados LGBTQI+ sequestram obra de arte (com vídeo)

LGBTQI refugees.png

“Nós roubamos a sua pedra e não a vamos devolver”. É este o slogan da performance feita pelo grupo de Refugiados LGBTQI+ na Grécia, na qual roubaram uma obra de arte do artista teatral, Roger Bernat, exibida durante a Documenta 14 que está a decorrer nas cidades de Kasel, Alemanha, e de Atenas, Grécia.

 

Igrejas da Alemanha e da Noruega irão permitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Germany Norway LGBT flag.jpg

As Igrejas Protestantes de Berlim e de Oberlausitz na Alemanha e da Noruega passarão a celebrar casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

 

Primeiro abrigo para refugiados homossexuais abre portas na Alemanha

Bandeira-da-Alemanha.png

Abriu em Nuremberga, esta segunda-feira, 1 de Fevereiro, o primeiro abrigo para refugiados homossexuais. A Alemanha decidiu abrir um abrigo para quem se identifique como homossexual, dado o aumento do medo entre pessoas de minorias sexuais que se têm refugiado neste país. 

 

Europa: apalpada, estuprada e apedrejada

Alexandre Iourtchenko dezanove.jpg

O vídeo abaixo relata a experiência multicultural vivida há uns dias por duas transexuais na cidade alemã de Dusseldorf. Este vídeo é mais uma história triste de agressão e que se soma a centenas de outras histórias de agressões e ofensas sexuais que acontecem por toda a Europa. Será que só começou acontecer agora ou as vítimas de agressões começaram a falar em voz alta?

Alemanha: Registadas agressões contra homossexuais e pessoas trans na Passagem de Ano (actualizada)

agressões alemanha.jpg

Após os relatos de agressões sexuais em massa na Passagem de Ano nas cidades alemãs de Colónia, Hamburgo, Estugarda, Munique, Berlim, Bielefeld, Düsseldorf e Frankfurt, começam a surgir também relatos de agressões contra a comunidade LGBT na cidade de Freiburg. 

Entra em vigor na Alemanha lei do registo de pessoas com sexo indeterminado

A partir de hoje a Alemanha torna-se o primeiro país europeu a permitir que os pais de uma criança a registem com sexo indeterminado. As estatísticas indicam que uma em cada duas mil crianças nasce com órgãos genitais ambíguos. Os pais e mães alemães podem agora para além de optar pelo “feminino” ou “masculino” esperar até mais tarde, ou podem nunca declarar um dos géneros, ou escolher "indeterminado" na certidão de nascimento.

 

A Catarina está solidária com os LGBT da Rússia

 

Uma fotografia de Catarina Trigo Pereira partilhada esta segunda-feira na rede social Facebook não deixa nenhum sorriso indiferente. A foto foi tirada este Domingo em Munique durante a manifestação mundial de protesto pelo respeito dos Direitos Humanos na Rússia.