Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Óscares - Do sonho à realidade: “Moonlight” é mesmo o melhor filme de 2016 (com vídeos)

Não, não foi um sonho. Aconteceu mesmo, “Moonlight” venceu o Óscar para Melhor Filme e ainda levou para casa mais dois, Melhor Actor Secundário e Melhor Argumento Adaptado.

Uma dúzia de polémicas que marcaram 2016

as polémicas do ano.jpg

2016 não acaba antes de fazermos a retrospectiva sobre as polémicas que marcaram o ano. Subjacente a todas estão sempre os mesmos e perigosos denominadores comuns: ódio, homofobia ou muita ignorância. Nada como expor estes casos e podermos levar aos nossos leitores o mais importante: a informação que gera reflexão e acção.

 

 

 

Ordem dos Psicólogos reage ao caso Maria José Vilaça (actualizada)

bandeira LGBT arco-íris.jpg

As declarações da psicóloga e presidente da Associação dos Psicólogos Católicos têm estado, desde este Sábado, a incendiar as redes sociais. Maria Vilaça já reagiu publicamente. Ordem dos Psicólogos (OPP) recomenda denunciar o caso ao Conselho Jurisdicional e emite comunicado considerando as declarações "sem fundamentação científica".

Presidente dos Psicólogos Católicos: “Ter um filho homossexual é como ter um filho toxicodependente, não vou dizer que é bom” (actualizada)

Maria José Vilaça.jpg

A edição de Novembro da revista “Família Cristã” faz do género tema de capa e aborda uma lei aprovada em Espanha que introduziu esta temática nos currículos escolares da capital espanhola.

Mississípi aprova lei que permite recusar atender homossexuais

flagge-mississippi.gif

Phil Bryant, governador do Estado norte-americano do Mississípi assinou esta quarta-feira uma lei que permite aos proprietários de estabelecimentos comerciais e funcionários públicos recusarem-se a atender homossexuais. A justificação? As suas crenças religiosas.

 

Quer legalizar a violação de mulheres. Encontros em vários países (incluindo Portugal) cancelados

roosh v Portugal violação mulheres.png

O norte-americano Daryush Valizadeh, também conhecido por Roosh V. tem uma legião de seguidores na internet através de uma plataforma chamada "The Return Of Kings". Auto-intitula-se misógino e homofóbico e defende “a legalização das violações” de mulheres. Para além de um fórum online o blogger e escritor promove encontros em várias cidades mundiais onde quer ensinar outros homens a “engatar” mulheres. Uma das estratégias passa por reunir grupos de homens em várias partes do mundo para os ensinar a perseguir os fins deste “líder”. Tudo, obviamente, é efectuado em segredo, dado o enquadramento ilegal destas acções.  

 

Pedro Arroja: "A educação dessas crianças vai sair deficiente" (com vídeo)

Captura de ecrã 2015-11-25, às 15.09.04.png

Duas semanas depois do economista Pedro Arroja ter gerado controvérsia ao referir-se às "meninas do Bloco de Esquerda no Parlamento" como "esganiçadas", esta semana o comentador do Porto Canal abordou a aprovação da adopção por casais do mesmo sexo com observações estereotipadas, sexistas e transfóbicas.

Quer imolar-se pelo fogo se o casamento gay for aprovado

Pastor Casamento Gay Imular Fogo.png

À medida que se aproxima a decisão do Tribunal Constituicional sobre a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo em todos os Estados dos Estados Unidos (a decisão deverá ser conhecida na próxima semana), acentuam-se também as posições extremadas em torno deste assunto. 

 

Terapeuta americano vem hoje a Lisboa explicar como  “curar” a homossexualidade

Richard Cohen Gay Lisboa.jpg

Richard Cohen é um psicoterapeuta norte-americano com vários trabalhos publicados sobre alegadas teorias de reconversão de homossexuais. O especialista em terapias de orientação sexual falará esta tarde em Lisboa sobre as pessoas que procuram ajuda para “deixarem de ser homossexuais” e como é que essa ajuda pode ser dada.

Gays monogâmicos britânicos podem vir a doar sangue (após abstinência sexual de um ano)

doação de sangue gay.jpg

Pouco antes do Natal, o deputado conservador britânico Michael Fabricant reuniu-se com a Ministra da Saúde Jane Ellison e membros do Comité Científico para a Segurança do Sangue, Tecidos e Órgãos, para discutir a realização de um estudo que visa averiguar se homens em relações monogâmicas com outros homens podem ou não doar sangue , sem necessidade de esperar 12 meses após o último contacto sexual.