Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Brasil: Travestis e trans saídas do sistema prisional participam em oficina teatral

TRANSgressoras

O site dezanove.pt conversou com o educador e ativista Murilo Gaulês de 33 anos, a respeito da oficina de teatro que aconteceu na Casa Florescer II, um espaço que acolhe e dá assistência a mulheres trans e travestis em São Paulo, Brasil. O foco do evento é promover dinâmicas para fortalecer ensinar mulheres trans e travestis a lidar com as situações de dor e violência, estimulando o autocuidado, proteção e autoestima, através da arte. A oficina começou no dia 14 de Março e durou 4 dias.

 

 

Bee. O Reino das Abelhas, o Reino das Bixas

LABEL-BEE-2.png

Se as abelhas desaparecessem da face da Terra, a humanidade teria apenas mais quatro anos de existência. Sem abelhas não há polinização, não há reprodução da flora. Sem flora não há animais, sem animais não há vida. Sem vida, não há bixas. Sem bixas, não há festa, não há cultura, não há fervo (termo usado para descrever festa).

 

“Não sou uma cantora drag, sou uma cantora bicha”

wqueer

Com roupas femininas e barba, o projeto WQueer quer mostrar o som da favela no Brasil.

Durante o dia, Wallace Terra (31 anos) trabalha como assessor de planejamento na prefeitura municipal da cidade de Niterói, município do Rio de Janeiro, a noite ele dá vida ao projeto musical WQueer. 

 

 

Dois filhos, dois pais: Jovem casal gay adopta 2 crianças e fala sobre paternidade em livro

Dois Pais De Dois.jpg

Segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), existem cerca de 47 mil crianças e adolescentes em situação de acolhimento no Brasil. Deste total, 9,5 mil estão no Cadastro Nacional de Adoção (CNA) e apenas 5 mil estão, efetivamente, disponíveis para adoção.

 

“Às vezes a paraplegia não é a pior coisa do mundo, porém os olhares das outras pessoas sim”

Brendo Martins.jpg

Em um bate papo sem rodeios, jovem gay relata como é ser deficiente físico no meio LGBT

Ele tinha o que poderíamos chamar de uma vida perfeita, jovem, bonito, um namorado carinhoso e um bom cargo profissional. Tudo mudou de forma trágica em 11 de maio de 2018. Brendo Martins, na época com 23 anos, foi atropelado violentamente quando estava a caminho do trabalho pilotando a sua moto, em Salto, cidade pequena de 130 mil habitantes aproximadamente localizada em São Paulo, região Sudeste do Brasil.

 

 

Regina, a rainha do Eurodance (com vídeos)

68641831_2512667612122835_8582016626516295680_n.jp

Ela nasceu em São Paulo, mas há décadas vive na Itália, onde consolidou uma bem sucedida carreira como cantora de eurodance (dance music produzida na Europa). Regina Saraiva não é a única brasileira a fazer sucesso no exterior no cenário dance, mas é uma das poucas que canta de verdade, tendo uma belíssima voz.

 

 

Guilherme Kastrup: “A música consegue conexões lindas, é vibracional”

Kastrup.JPG

O produtor, músico e compositor Guilherme Kastrup esteve em Lisboa para um conjunto de concertos e uma masterclass de produção musical. Na passagem pelo Crew Hassan contou ao dezanove que o golpe da direita fascista do Brasil o obrigou a posicionar-se e a sair do armário. Gay activista e militante de esquerda, Kastrup, considera que a música é a arte da criação de ligações que reverberam um mundo de esperança.

 

Glória Groove: "Pessoas não LGBT cantam “Coisa Boa” como hino de resistência pessoal: feminina, trabalhista..."

 Glória Groove

Chegada a Lisboa para dar início à sua primeira digressão internacional, a drag queen brasileira Glória Groove diz sentir-se em casa. As ruas da Lisboa antiga lembram-lhe os bairros históricos das cidades brasileiras, em especial de São Salvador da Baía, e confessa-se impressionada pelo carinho do público português que a reconhece na rua e lhe dirige palavras amistosas. Está visivelmente animada e com grandes expectativas para os concertos de Lisboa e do Porto.

 

 

 

Queer Tropical: ajudar quem procura um porto de abrigo

Queer Tropical LGBTQI.jpg

Saltaram para a ribalta em Abril com uma reportagem da autoria de Aitor Hernández-Morales para o El Pais. Portugal é o refúgio para os homossexuais que fogem do Brasil apresentava o trabalho dos Queer Tropical em Portugal e repetia, mais uma vez, o horror dos números da homo e transfobia no Brasil.

 

 

Casas de acolhimento no Rio de Janeiro e São Paulo abrigam a comunidade LGBT vítima de preconceito

casa1-headerjpg.jpg

O Brasil não é o pior país do mundo para um LGBT viver, mas está longe de ser também o lugar mais tolerante. Muitas vezes o preconceito começa dentro de casa, vindo da própria família, e nessas horas se assumir é se deparar com a falta de apoio e intolerância das pessoas.