Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Como arranjar marido na Web Summit

Créditos: Web Summit Lisbon 2016

Termina amanhã a conferência de tecnologia que trouxe ao Parque das Nações, em Lisboa, 70 mil pessoas. É provavelmente o mais perto de uns Jogos Olímpicos que Portugal vai ter nos próximos 100 anos. E, tal como na Aldeia Olímpica, há quem aproveite os interstícios entre reuniões e conferências para outro tipo de actividades disruptivas. Uma oportunidade de ouro para arranjar alguém interessante para partilhar uma vida em comum (i.e., marido rico), o amor de toda uma vida ou o amor de umas duas/três horas ou assim.

“Sempre tivemos uma grande química um pelo outro”

Casamento Jota e Jota gays.jpg

Jota e Jota mais do que namorados também já são casados. Há mais de 10 anos conheceram-se numa rede social gay, o então famoso Gaydar, separam-se, reuniram-se, casaram-se. Uma ligação muito forte de amizade, cumplicidade e respeito entre os dois é o segredo da sua relação, onde a família, os amigos e os animais têm um papel muito importante.

Grindr, Tinder e Manhunt lideram apps para encontros

grafico apps.jpg

O telemóvel da imagem acima poderia ser o telemóvel dos leitores do dezanove que votaram no inquérito em que se perguntava: “Qual a tua aplicação móvel preferida para conhecer pessoas?”. Na era dos smartphones e dos tablets as aplicações ou apps são rainhas, donas e senhoras e dentro deste universo as app para conhecer pessoas são muitas, variadas e para todos os gostos.

 

Escola de inglês para gays dá aulas sobre encontros online

A escola londrina Rainbow School of English acrescentou à sua oferta um curso intitulado Online Dating, para aprofundar os conhecimentos sobre o uso de plataformas de encontros como o Gaydar, Grindr e Planet Romeo.

José António Saraiva atribui homossexualidade à “propaganda” e à “revolta”

A última crónica de José António Saraiva, director do Sol, está a levantar polémica. Com o título "Homossexuais contestatários" o responsável pelo semanário apresenta uma particular percepção sobre a homossexualidade em Portugal. O ponto de partida é um "um rapaz dos seus 16 ou 17 anos. Pelo modo como coloca os pés no chão, cruza as mãos uma sobre a outra e inclina ligeiramente a cabeça, percebo que é gay". Tudo se passa no "edifício da Fnac do Chiado".

 

Ainda te lembras do Mirc? "Ddtc?" "Act ou Pass?"

Quem não se lembra do antigo Mirc ou IRC? Antes dos Manhunt, Gaydar ou mesmo do actual Grindr, já se marcavam encontros pela internet. Uma das formas mais conhecidas era exactamente através do Mirc. Uma rede de salas de chat onde existiam algumas "especializadas". O canal Gayengates estava sempre cheio. Aparecia no topo das salas mais preenchidas a nível nacional. Conhecidos era também o Gaycascais e o Gaywebcam.