Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Por que deves seguir o Schuyler Bailar no Instagram (e o que podes aprender)

pinkmantaray.jpg

Schuyler Bailar (@pinkmantaray no Instagram) é um homem norte-americano de experiência trans que tem uma vasta legião de seguidores. Tem 24 anos, origem sul-coreana e é actualmente nadador da National Collegiate Athletic Association nos EUA.

 

 

O Erotismo como Resistência

eroticarium kinkylharias carlos marinho.jpg

Carlos Marinho é psicólogo clínico, criador artístico freelancer, e activista pela promoção dos direitos LGBTQI+. Baseado em Braga, dirige há três anos um núcleo de serviços dedicado à optimização do crescimento pessoal e comunitário, desde consultas de acompanhamento terapêutico a projectos de intervenção social alicerçados no cruzamento entre os domínios da arte e da psicologia. Definindo-se como um perpétuo aluno, conta no número dos seus principais interesses o estudo da história da humanidade, o feminismo, o erotismo, os estudos queer, a psicanálise, e a identidade individual e colectiva. Até à data, o trabalho artístico tem incluído a produção literária, a representação dramática, o teatro musical, a videografia e as artes plásticas. Foi há sete anos que começou a tomar-se como modelo para explorar a arte da fotografia erótica, mas só recentemente decidiu criar e partilhar os primeiros conteúdos do seu portefólio selfietográfico: ‘Eroticarium: Erótica como Resistência’. Trata-se do perfil de Instagram onde vem expondo, assumindo o seu alter ego ‘Kinky’, estudos visuais como veículo de intervenção social para destacar causas que lhe são significativas.  

 

 

"Eu não quero ter medo de ser quem sou" (vídeo)

Válter Cardeira.PNG

Um vídeo publicado no Instagram pelo actor Válter Cardeira esta madrugada, na sequência do movimento #VermelhoemBelém, está a mostrar o quão o ódio, o cyberbullying e a homofobia estão presentes em Portugal. Alertamos que o vídeo publicado abaixo tem conteúdo sensível. 

Vídeo de instagramer trans faz aumentar homofobia em Marrocos

desert-1101123_1280.jpg

Está a aumentar a homofobia em Marrocos. Desta vez, o foco foi uma instagramer trans marroquina, que vive na Turquia, e que incentivou a homofobia no seu país de origem. Ela mostrou como instalar a app e localizar gays no Grindr, uma aplicação de encontros dirigida a homens que têm sexo com homens.

Bruno Duarte e José Lopes: “Nós não temos de dizer quem somos, nós mostramos quem somos”

Bruno e José.JPG

São um casal sensação no Instagram em Portugal. Bruno Duarte e José Lopes cuidam do corpo, mas sobretudo cuidam um do outro. Bruno integra o elenco da série internacional "Bellow Deck" e, a par de José, ocupa-se de programas de fitness. Estão ambos numa relação. Nesta entrevista mostram-nos e falam-nos sobre o que os une: o amor. 

 

Ali Franco: “Disseram-me que não teria futuro se não mudasse a minha maneira de ser”

Ali Franco.jpg

Entre pinceladas nas telas com elevado homoerotismo, Ali Franco respondeu às perguntas do dezanove.pt.  A sua prioridade é terminar uma série de quadros para tentar organizar, em breve, a sua primeira exposição em Lisboa. Os seus trabalhos versam sobre as barreiras de género, pessoas transgénero e gays, numa tentativa de fugir às habituais representações destas realidades.

As duas faces do espelho: "The Veteran Art Project" por Devin Mitchell

Devin Mitchell gay photo project.jpg

Em “The Veteran Art Project”, o fotógrafo Devin Mitchell usa o comum espelho de casa de banho para reflectir a dicotomia das forças armadas norte-americanas, onde a vida privada dos membros em serviço é, na maioria das vezes, diferente do que projectam para o exterior.

Mulher Transexual adere à campanha #cockinasock

A campanha #cockinasock, que tem vindo a fazer sucesso nas redes sociais, com a participação de vários homens, na luta contra o cancro do testículos, ganha uma nova perspectiva com a participação de uma mulher transexual.

A campanha surgiu no Instagram e em outras redes sociais, com um conjunto de fotos de homens nus, apenas com uma meia a cobrir o seu pénis e testículos. Para fugir à norma, a canadiana Samantha Lauzon decidiu publicar as suas fotos, nua, e com uma meia a cobrir o seu pénis e testículos, com o propósito de dar visibilidade ao transgenerismo e transexualidade.