Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

Em Portugal e no Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

"Nos últimos anos, o egoísmo tem vindo a ultrapassar a empatia"

hélder bértolo

Há 50 anos, a 13 de Maio de 1974, poucas semanas após o 25 de Abril, o Movimento de Acção Homossexual Revolucionária, publicava o Manifesto «Liberdade para as Minorias Sexuais», de que o fundador da Opus Diversidades (ex-Opus Gay), António Serzedelo, era um dos subscritores.

 

 

A Jacques e a queerização das ruas do Império 

jacques costa

Ora bem, temos o saber e temos o poder. Um não existe sem o outro. O saber é um emaranhado de teias tecidas por diversos actores das mais variadíssimas áreas e tem como função validar conceitos e legitimar comportamentos, estabelecendo, assim, quais os ingredientes ao dispor do humano pensante para que este possa formular as novas verdades que chegam em catadupa e que vão regendo a vida dos povos; esclareça-se que, muito embora a verdade, socialmente produzida e reproduzida, não seja sempre propriamente científica, porque não foi directamente formulada por agentes científicos, aquilo que permitiu que a ela se chegasse, os tais ingredientes ao dispor do humano pensante, é científico, no aspecto em que emergiram das verdades autorizadas e postas a circular pelos círculos de sabedores que exercem ciência.

 

Passatempo: Sons de Liberdade - Músicas e Memórias do 25 de Abril no Teatro Tivoli BBVA

 sons da liberdade

No ano em que o icónico Teatro Tivoli BBVA celebra o seu centenário, este emblemático espaço cultural abraça as celebrações dos 50 anos do 25 de Abril apresentando uma trilogia de concertos singulares que nos remetem para o repertório de artistas que usaram a sua voz para cantar a liberdade, tendo como veículo a interpretação de artistas filhos de um Portugal já sem ditadura.

 

Dama de Paus: "Não tenhamos memória curta e lembremo-nos sempre do quanto custou a liberdade"

dama de paus

Numa noite em que subiram ao palco as melhores das melhores, a Dama de Paus levou a coroa para casa. A edição All Stars da Bolsa de Ouro, o concurso de transformismo idealizado por Roxy Vieira, que teve lugar na Casa do Artista no passado dia 16 de Março.

 
 
 

Angela Davis: "A liberdade é uma luta constante"

angela davis

Recentemente, partilhei o quão inspirador foi conhecer os primeiros 28 anos de vida de Angela Davis. Se ficaram motivados a explorar mais sobre a sua vida e obra, destaco o livro "A Liberdade é uma Luta Constante", lançado em Portugal em 2020 pela editora Antígona.

Liberdade e Saúde

joão brito

A Liberdade e o exercício da Democracia permitem que os cidadãos desempenhem papéis cruciais no desenvolvimento e na sustentação de políticas de saúde pública eficazes. Numa sociedade livre, os cidadãos têm o direito fundamental de fazer escolhas relacionadas à sua saúde com a capacidade de tomar decisões informadas sobre estilos de vida, acesso a serviços de saúde e participação activa no processo político.

 

 

Não queremos celebrar meio século de democracia com um governo apoiado pela extrema-direita

miguel salazar

A poucas semanas da celebração dos 50 anos do 25 de Abril, aceitei falar sobre Liberdade, nomeadamente no que diz respeito à comunidade LGBT+. Este é também um tema crucial, não somente pelo acontecimento histórico em si, mas pelo facto de que enfrentamos eleições legislativas e a dúvida sobre como será a futura composição parlamentar faz soar vários alarmes.

Liberdade Universalista ou Essencialista?

banner opiniao_gd.png

Confesso que estas eleições (para não falar no mundo em geral...) estão a deixar-me preocupado. Preocupado pela erosão progressiva dos grandes valores universais orientadores de esquerda: liberdade política, igualdade de oportunidades, justiça social e solidariedade. Valores humanistas que atravessaram e amadurecem ao longo de mais de 300 anos do pensamento político ocidental. 

 

Sem História, não há memória: o dever de lembrar quem nos antecedeu

ana cristina santoss UC

Sem História, não há memória. Foi este o mote que motivou a Exposição “Recorda, Conta, Celebra – Mês da História LGBTQI+” que, pelo segundo ano consecutivo, ocupa o espaço da Biblioteca Norte | Sul do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra durante todo o mês de Fevereiro.

 

Sem o 25 de Abril de 1974 não teria existido associativismo LGBTIQA+ em Portugal

antonio fernando cascais

Sem o 25 de Abril de 1974 não teria existido associativismo LGBTIQA+ em Portugal, mas este não encontrou de imediato as condições indispensáveis à sua implantação na sociedade portuguesa. A questão era demasiado “fracturante”, tanto para as direitas políticas extremamente conservadoras, como para a cultura revolucionária radicalizada predominantemente antifascista e anti-capitalista que tendia a desqualificar como burguesa e decadente a subcultura gay e lésbica que prosperava, por outro lado, muito ligada ao circuito de bares e aos espectáculos de transformismo.

 

Gal Costa: A Voz da Liberdade e do Amor em filme (com trailer)

IMG_3388MeuNomeEGal_StellaCarvalho_.JPG

O filme começa com Gal em criança a fazer vocalizações numa panela grande. A voz do Brasil germinava ali, em plena Bahia, terra do que vem a ser o movimento cultural Tropicália. Serão os baianos como Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gilberto Gil e Gal Costa que darão corpo a este vendaval que vai enfrentar a ditadura militar. A atriz Sophie Charlotte interpreta o papel de Gal, numa homenagem à vida e ao trabalho da artista. O filme tem estreia marcada, nas salas portuguesas, a partir do dia 7 de Março, de 2024.

A Liberdade venceu a 5ª edição do Leiria Drag Festival

Leiria Drag Fest 2024

Decorreu no passado sábado, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, a 5ª edição do Leiria Drag Festival (pela 2ª vez neste espaço). Este evento é organizado pelo Glitz Club Leiria, contando com a participação do seu elenco residente: Eva Brown, que dividiu ainda a apresentação do espectáculo com o conhecido stylist Mário de Carvalho, Debbie Bjorn, Giselle Brown e Cherry Flavour. A estas drag queen´s juntaram-se outros talentos, nomeadamente: Stefani Duvet, Belle Domage, Linda Xennon, Dyanne Star, Inny Legs, Allan Lynn, Roxy Vieira, Sarah Logan, Joyce Martinez e Laysa Star.

 

Abril e pessoas LGBTIQA+ 

isabel moreira opinião

As pessoas LGBTIQA+ sabem da sua história. Sabem que o dia 25 de Abril de 1974 foi o início de uma libertação demorada. Se é esse o ano que a associação dos psiquiatras americanos retira a homossexualidade da lista das patologias (a OMS retira em 1992), por cá, um manifesto de homossexuais é repudiado pelo general Galvão de Melo na televisão com estas palavras: “O 25 de Abril não se fez para as prostitutas e os homossexuais reinvindicarem”.

Eleições Legislativas 2024: os programas políticos e as pessoas LGBTI+

Postal com Tipografia para Feliz Aniversário (3) (1).jpg

Votar de forma informada nas  próximas Eleições Legislativas de 10 de Março é decisivo para o nosso bem-estar e salvaguarda de direitos já adquiridos e que protegem as pessoas LGBTI+.